27/10/2017 21h30

Homens são presos no Paraguai suspeitos de atentado que vitimou criança de 05 anos

Pai da criança teria se matado ao ver filho morto

Por: Dora Nunes
 
 
Foto: ABC CollorFoto: ABC Collor

Um brasileiro e dois paraguaios foram presos com várias armas de grosso calibre, aparelhos celulares, máscaras, munições, dinheiro e veículos que teriam sido utilizado no atentado ocorrido na quarta-feira, dia 25, na capital do Paraguai, Assunção. Um dos homens de origem paraguaia tem antecedentes por lavagem de dinheiro e existe a suspeita de que o brasileiro esteja usando documentação falsa.

De acordo com investigadores da divisão de Homicídios, a prisão dos homens ocorreu durante busca e apreensão em três casas no Bairro São Paulo, São Jorge e Fernando de lá Mora em Assunção na tarde de sexta feira (27). Na casa também estava uma mulher que foi detida, sendo que a mesma estava com 03 filhos, todos menores. Nenhum dos presos tiveram suas identidades reveladas.

Também foi encontrada uma camionete GM-Tracker com caraterísticas parecidas com que seguiu o veículo Toyota Fortuner em que estavam as vítimas. De acordo com a polícia, os suspeitos se preparavam para deixar a capital paraguaia. Todos tinham mochilas prontas para viagem e as armas encontradas.

O atentado vitimou uma criança de 05 anos identificada como Gabriel Gimenez Gonçales e seu pai, Willian Gimenez Bernal, de 28 anos, que teria cometido suicídio depois de ver seu filho morto, alem de deixar ferido Wilder Fidelino Lezcano (25). Já o brasileiro Heber Luís de Figueiredo Souto saiu ileso, visto que teria descido do veiculo minutos antes do atentado.

O comandante da Policía Nacional do Paraguai, comisario general Luis Rojas, disse que o povo paraguaio não vai se dobrar diante da criminalidade e que os policiais irão fazer de tudo para protegê-los, mesmo que para isso tenham que por suas vidas em risco.

 
Foto: ABC CollorFoto: ABC Collor

Envie seu Comentário