02/03/2018 07h20

Polícia investiga se corpos encontrados no Paraguai são de brasileiros desaparecidos há quatro meses

Avô e neto se mudaram de Marechal Candido Rondon, no oeste do paraná, há mais de dez anos para o Paraguai; sete pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no caso.

G1
 
 
Polícia investiga se corpos encontrados são de brasileiros desaparecidos (Foto: Reprodução/RPC)Polícia investiga se corpos encontrados são de brasileiros desaparecidos (Foto: Reprodução/RPC)

A Polícia Nacional Paraguaia investiga se dois corpos que foram encontrados no distrito de Nova Toledo, no Paraguai, são de brasileiros desaparecidos há mais de quatro meses.

Os corpos foram encontrados nesta quarta-feira (28), enterrados a 1,5 quilometros de distância da casa onde os brasileiros moravam.

Alécio Dresch, de 73 anos, e o neto dele, Leonardo Farias Dresch, de 12 anos, desapareceram em 23 de outubro do ano passado, de acordo com a polícia. Eles se mudaram de Marechal Candido Rondon, no oeste do paraná, há mais de dez anos para o Paraguai.

Sete pessoas foram presas em diferentes cidades do Paraguai, suspeitas de envolvimento no caso.

A família mora a aproximadamente 160 quilometros de Cidade Del Leste, na fronteira com o Brasil.

Segundo o agente fiscal antissequestro Frederico Delfino, a principal linha de investigação da polícia é de que o crime foi cometido por vingança familiar.

De acordo com ele, os corpos foram encontrados depois que um dos suspeitos preso indicou o local.

"Ele deu o lugar exato onde essas pessoas estavam enterradas, então, é evidente que essa pessoa é um dos autores do crime, porque indicou com exatidão o local do crime", disse o agente.

Ainda segundo informações da polícia, os corpos encontrados foram liberados para a família do avô e do neto após os exames de identificação, mesmo sem ainda ter os resultados.

Envie seu Comentário