14/07/2017 15h30

Polícia paraguaia encontra 52 toneladas de maconha perto de Ponta Porã

Dois brasileiros, suspeitos de ligação com facção criminosa, foram presos

Correio do Estado
 
 
Parte da droga apreendida pela polícia paraguaia - Foto: Divulgação/Senad PYParte da droga apreendida pela polícia paraguaia - Foto: Divulgação/Senad PY

IA polícia paraguaia fez mais um ataque às fontes de distribuição de maconha naquele país, apreendendo mais de 50 toneladas da droga prontas para envio ao Brasil, via Mato Grosso do Sul.

Dois brasileiros foram presos durante a operação e a suspeita inicial é de que estavam a serviço da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que, nos últimos anos, tem intensificado suas ações na tentativa de controlar o tráfico de maconha e armas a partir do Paraguai.

De acordo com as informações divulgadas pela Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad), a ofensiva encerrada na manhã de ontem desarticulou uma rede de pelo menos 44 acampamentos clandestinos – locais utilizados para a manipulação da maconha na região de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã.

Ao todo, com apoio do Ministério Público, foi feita a apreensão de 52 toneladas da droga, caminhonete, frota de motocicletas, armas de fogo de grosso calibre e prensas hidráulicas usadas no preparo do produto. A estimativa é de que o prejuízo aos traficantes aproxime-se de US$ 1,5 milhão.

Envie seu Comentário