30/01/2018 09h

18 facadas: suspeito confessa ter matado por ciúmes a ex que o sustentava

Casal estava separado há 4 meses.

Midiamax
 
 
Bruno Mendes (Foto: Henrique Kawaminami)Bruno Mendes (Foto: Henrique Kawaminami)

A família de Katiuce Arguelho dos Santos, de 31 anos, morta com 18 facadas no último dia 22, disse que mesmo separada há 4 meses, a vítima ainda sustentava o ex-marido e assassino Bruno Mendes de Oliveira, 29 anos. "Ela sustentava ele. Ia lá e cozinhava ou então levava comida pra que ele comesse", contou um sobrinho da vítima.

Segundo Parentes, no dia em que morreu Katiuce teria ido a casa do autor para fotografar uma geladeira que iria vender. O dinheiro da venda do eletrodoméstico seria entregue a Bruno para que ele pagasse a passagem de volta para a casa do pai, na cidade de Presidente Venceslau, em São Paulo.

De acordo com a delegada Ariene Murad, titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), o suspeito confessou o crime e disse que matou por ciúmes do ex companheiro da vítima. No entanto, afirmou que o crime não foi premeditado e aconteceu durante uma discussão.

Ela explica que Bruno já tinha um mandado de prisão em aberto por um estupro que cometeu em 2015 na cidade de Nova Esperança, no Paraná.

Durante o tempo que ficou foragido, Bruno disse à polícia que ficou sete dias escondido em um matagal, até decidir entrar em contato com a família, acionar um advogado e se apresentar.

Fátima Arguelho, de 61 anos, mãe de Katiuce, lembra que o ex-genro tinha comportamento agressivo e que as brigas entre os dois, quando ainda estavam juntos, eram frequentes. "Eu sempre pedi pra ela largar ele porque eles brigavam sempre. Ele era bastante agressivo principalmente quando bebia", relata.

Preso desde sábado (27), quando se apresentou a polícia, Bruno vai responder pelo crime de feminicídio qualificado preso.

O caso

Katiuce foi morta com 18 facadas, na noite da última segunda-feira (22), no Jardim São Conrado. O casal ficou junto por dois anos e estava separado há 4 meses. O crime aconteceu na casa de Bruno após uma discussão entre eles.

O corpo foi encontrado com ferimentos nos braços, pescoço e costas.

Envie seu Comentário