27/12/2017 07h50

Após agressões, casal vai parar da delegacia

Mulher disse que foi agredida com socos e golpes de facão, marido diz que foi agredido primeiro, segundo a Polícia Militar.

Agazetanews
 
 
A foice e o facão apreendidos em poder do marido agressor, segundo a Polícia Militar. (Fotos: 3ª CIPM)A foice e o facão apreendidos em poder do marido agressor, segundo a Polícia Militar. (Fotos: 3ª CIPM)

Um homem de 29 anos e uma mulher de 21 anos foram retidos pela Polícia Militar e conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil após, segundo a polícia, praticarem atos de agressões reciprocas nessa terça-feira, 26 de dezembro, em Amambai.

Segundo relatou a Polícia Militar no boletim de ocorrência, o casal morador na região do Conjunto Habitacional Nossa Senhora Aparecida, antiga hípica, estaria consumindo bebida alcoólica, quando vieram a desentender durante a madrugada.

Ao ser acolhida pela Polícia Militar, a mulher, que é indígena e segundo a PM foi encontrada na aldeia Limão Verde caminhando com dificuldades, pressionando o abdome e com um dos olhos com bastante vermelhidão, supostamente causada pelas agressões sofridas, teria relatado que havia sido agredida com chutes na barriga, socos no rosto e a golpes de facão.

A mulher teria relatado ainda, segundo a polícia, que frequentemente ela sofre agressões do marido.

Diante da situação a guarnição se deslocou até a residência do casal e, de acordo com a Polícia Militar, o homem teria recepcionado os policiais armado com uma foice em uma das mãos e um facão na outra.

De acordo com a PM, após determinado tempo de diálogo os policiais convenceram o acusado a largar as armas e se entregar.

Segundo a Polícia Militar na versão do marido a briga entre o casal teria começado porque a mulher queria mais bebida alcoólica.

O homem teria dito ainda, segundo a polícia, que a mulher teria lhe desferido uma paulada que provocou um inchaço na perna direita.

Diante da situação o casal, juntamente com a foice e o facão apreendidos em poder do marido, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai para serem tomadas as providências cabíveis.

De acordo com a Polícia Civil a mulher teria relatado que não desejava representar contra o marido e foi liberada. O homem que estava bastante embriagado permaneceu retido, segundo a polícia.

Envie seu Comentário