06/08/2017 10h30

Desentendimento termina em duplo homicídio em Amambai

Homens foram mortos à socos e chutes, relatou o acusado ao A Gazetanews.

A Gazetanews
 
 

Um desentendimento durante um jantar regado a bebida alcoólica resultou em duas pessoas mortas na noite dessa quinta-feira, 3 de agosto, em Amambai.

O fato aconteceu em uma propriedade rural situada às margens da Rodovia MS-485, trecho que liga Amambai a Aral Moreira, distante cerca de 36 quilômetros da cidade.

Segundo a polícia, Jorge Aliendes, de 55 anos, morador em uma fazenda vizinha, teria se deslocado até a fazenda onde o autor, Bruno Tarciso Lima Nunes, de 27 anos, trabalhava como capataz na lida de gado, para participar de um jantar na casa do acusado.

Após o jantar, onde ambos teriam consumido bebida alcoólica, Sérgio, que estava acompanhado da esposa e um filho menor, teria deixado a casa de Bruno.

O anfitrião teria acompanhado o visitante até uma porteira na saída da propriedade rural, quando Bruno e Jorge teriam se desentendido e entrado em vias de fato (luta corporal).

A esposa de Jorge teria buscado socorro em uma propriedade rural ao lado e Sérgio Vieira Montiel, de 24 anos, com o objetivo de defender Jorge, teria entrado em luta com o dono da casa, Bruno Tarciso e também teria sido agredido com chutes de botina na cabeça.

Segundo relatou Bruno à polícia, Montiel, que era indígena, estava armado com um facão, mas ele não teria usado nenhum tipo de arma durante a briga com Jorge e Sérgio Montiel.

De acordo com a ocorrência policial em decorrência dos ferimentos provocados pelas agressões sofridas, Jorge Aliendes teria morrido dentro de seu veículo, um Kadett, momentos após os fatos e Sérgio Montiel foi encontrado morto na manhã dessa sexta-feira (4) em meio a uma lavoura, distante quase um quilômetro do local da briga.

Segundo a polícia a versão da esposa de Jorge Aliendes é que o desentendimento teria ocorrido em decorrência de Jorge ter interferido para impedir Bruno de agredir sua esposa.

Na Delegacia de Polícia Civil nessa sexta-feira, a esposa de Bruno negou essa versão e disse que o desentendimento entre eles ocorreu na porteira e ela estava à distância.

À reportagem do A Gazetanews, Bruno disse que o episódio aconteceu porque Jorge Aliendes teria ameaçado agredir sua filha mais velha, uma menina de 4 anos. Ele tem outro filho de 2 anos.

Envie seu Comentário