05/03/2018 06h20

Dois são presos em MS com 500 kg de maconha, armas e munições que iriam para RJ

Foi preciso usar uma tesoura mecânica de resgate em acidentes para cortar a estrutura das caminhonetes e chegar às armas, que estavam escondidas em fundos falsos.

G1 MS
 
 
Pistolas apreendidas são de uso restrito da polícia (Foto: Alysson Maruyama/TV Morena)Pistolas apreendidas são de uso restrito da polícia (Foto: Alysson Maruyama/TV Morena)

Duas pessoas foram presas, neste domingo (4), com 500 quilos de maconha, cinco pistolas 9 milímetros (de uso restrito da polícia), um revólver calibre 38 e 900 munições na BR-163, em Campo Grande. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), carga tinha o Rio de Janeiro como destino.

Foi preciso usar uma tesoura mecânica de resgate em acidentes para cortar a estrutura das caminhonetes e chegar às armas, que estavam escondidas em fundos falsos. Os policiais praticamente desmontaram os veículos. Até os bancos foram tirados.

Conforme a PRF, os criminosos se comunicavam com rádios que estavam escondidos embaixo do volante.

 
Equipe da concessionária que administra a BR-163 em MS usa tesoura mecânica para cortar a estrutura das caminhonetes (Foto: Ariovaldo Dantas/TV Morena)Equipe da concessionária que administra a BR-163 em MS usa tesoura mecânica para cortar a estrutura das caminhonetes (Foto: Ariovaldo Dantas/TV Morena)

Um homem de 40 anos e uma mulher de 30 anos dirigiam as caminhonetes e confessaram que levariam tudo para uma favela carioca. Além deles, um terceiro veículo servia de batedor, para alertar sobre a presença da polícia. O carro foi abandonado pelo motorista, que conseguiu fugir.

"Quando vem essa combinação de uma boa quantidade de droga, com armas de uso restrito, isso fatalmente vai acabar caindo na mão de criminosos que vão fazer uso em assaltos, que vão fazer uso no tráfico de drogas, na sua atividade pra fomentar o crime organizado", afirmou o inspetor da PRF Tércio Bággio.

A PRF apreende uma media de 400 quilos de maconha por dia nas rodovias de Mato Grosso do Sul. O estado é considerado a principal rota do tráfico de drogas e armas do país.

Envie seu Comentário