27/01/2018 23h

Em atentado, Marcola perde massa encefálica, não resiste e morre no hospital

Ele foi um dos feridos no atentado em Zanja Puytã, Paraguai.

Por: Tião Prado
 
 

No ínicio da noite deste sábado (27), por volta das 19h20, Marcola Galhardo Letra, de nacionalidade brasileira, estava junto com mais dois amigos na Conveniência "San Jorge" na cidade Paraguaia de Zanja Puytã, que faz divisa com o Distrito de Sanga Puitã, cerca de 13 km de Ponta Porã, quando foram alvejados por diversos disparos de pistola 9 mm em um atentado praticado por pistoleiros a bordo de um Fiat Strada de cor branca.

De acordo com informações oficiais, Marcola Galhardo, deu entrada no hospital Regional de Ponta Porã em estado grave, pois foi atingido no crânio e teve perda de massa encefálica. Já por volta das 23 horas, os famíliares de Marcola, que estavam no hospital, foram informados da sua morte ocasionada devido a gravidade dos ferimentos.

Já Adolfo Diaz Andrade, que é taxista, e estava acompanhando Júlio césar Centurion e Marcola Galhardo Letra, continua internado no Hospital Regional e o seu estado de saúde é estavel e não corre risco de morte.

Entenda o caso:

 

Informações passadas pelos grupos de Whatsapp indicam que uma pessoa foi assassinada e duas ficaram feridas por disparos de armas de fogo na cidade paraguaia de Zanja Pytã, que faz fronteira com o distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã. O assassinato aconteceu na Conveniencia San Jorge. A vítima fatal e os feridos foram alvejados por disparos, provavelmente de pistola 9mm, por homens que estavam em um veículo Strada de cor branca.

Os moradores da cidade pediram a ajuda de ambulâncias de Pedro Juan e Ponta Porã já que houve pelo menos um ferido. Fotos que circulam nas redes sociais mostram pessoas feridas em frente ao estabelecimento comercial.

Foi confirmado como vítima fatal Júlio césar Centurion. Adolfo Diaz Andrade, taxista e Marcola Galhardo Letra, de nacionalidade brasileira, também foram alvejados e encaminhados ao Hospital Regional de Ponta Porã.

Homens da Polícia Nacional do Paraguai estão no local juntamente com a perícia Forense para fazer os levantamentos e identificar as vítimas.

Envie seu Comentário