FISCALIZAÇÃO

Exército multa 11 empresas e apreende armas e munições em operação

Ação foi finalizada ontem em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás

22/06/2018 13h -correiodoestado

 
Exército e policiais durante a mesma operação realizada no ano passado. - Foto: Arquivo/Correio do EstadoExército e policiais durante a mesma operação realizada no ano passado. - Foto: Arquivo/Correio do Estado

Ontem, mesmo dia em que foram apreendidas 14 armas de fogo, munições e carregadores em Mato Grosso do Sul, a 9ª Região Militar finalizou a Operação Alta Pressão VI, que vinha sendo realizada desde terça-feira (19), pelo Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC) do Exército Brasileiro. A ação, desencadeada também no Mato Grosso e Aragarças (GO), culminou na apreensão de 51 armas, 2.300 munições, .8500 espoletas, 161 estojos, 20 armas de airsoft, 13 lunetas e pólvora. 11 empresas foram autuadas.

A atividade teve como foco a fiscalização de empresas que lidam direta ou indiretamente com Produtos Controlados pelo Exército (PCE), em particular, armas de fogo, munições, acessórios e insumos de recarga, com o intuito de coibir desvios para o comércio ilegal. A operação teve apoio da Polícia Militar, Polícia Federal, Corpo de Bombeiros Militar e Secretaria de Fazenda do Estado de Mato Grosso do Sul (Sefaz).

As equipes percorreram aproximadamente oito mil quilômetros, realizaram 44 fiscalizações e multaram empresas por não atenderem à legislação vigente.

CRIME ORGANIZADO

Ontem, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em conjunto com equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, prendeu na MS-164 em Ponta Porã, dois irmãos, que seguiam com destino ao estado mineiro, transportando 12 pistolas, duas espingardas e 1,8 mil munições de diversos calibres.

Os agentes chegaram ao material, por intermédio de denúncia anônima de que um carregamento de armas estaria em andamento na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. No local, policiais abordaram os veículos Voyage, com placas de Várzea Grande (MT) e um Gol, com placas de Goiânia (GO).

Abordagem foi realizada no assentamento Itamarati. O Gol era conduzido por um homem de 34 anos e o Voyage por um de 42. Em um fundo falso no assoalho do Voyage foram encontradas duas espingardas calibre .22, 11 carregadores de munições e 12 pistolas, sendo 11 calibre .9 mm e uma pistola calibre .380, todas com números de série raspados.

O homem de 34 anos disse que fazia o serviço de batedor, enquanto o outro declarou ter comprado as armas no Paraguai, pelo valor de R$ 70 mil, e que revenderia em Minas Gerais. A PRF já apreendeu 16.567 munições dentre o dia primeiro de janeiro e 20 de junho de 2018, o que representa aumento de 317% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram recolhidas 3.957 munições.

Envie seu Comentário