04/12/2017 16h10

Gestante é agredida pelo marido e obrigada a tomar mais de 50 comprimidos para aborto em Dourados.

O autor tentou enforcar a mulher. Ele fugiu após a vítima conseguir ser socorrida pela cunhada.

Jornal O Progresso
 
 

Na noite deste domingo (03) uma jovem gestante de 23 anos viveu momentos de horror no bairro Jardim Flórida em Dourados. O fato é que a mulher foi agredida pelo marido e obrigada a tomar pelo menos 50 comprimidos com a finalidade de abortar a gestação de dois meses.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o autor das agressões, identificado como Wesley, teria tentado assassinar a esposa por estrangulamento. Ele também teria agredido a mulher e obrigou a vítima a tomar dezenas de comprimidos de remédio sob diversas ameaças de morte.

Num descuido do marido, a vítima conseguiu fugir para a casa da cunhada que fica no mesmo terreno localizado na Rua Barnabé Minhos. A parente socorreu a mulher e acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que encaminhou a gestante para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

No hospital, a vítima foi submetida a tratamento, desintoxicação, e cuidados médicos especializados por se tratar de uma gestante. O autor da violência fugiu antes mesmo dos socorristas chegarem ao local.

Na manhã desra segunda-feira (04), a moça foi até a DEAM (Delegacia Especializada ao Atendimento à Mulher) de Dourados. Ela foi orientada a solicitar medidas protetivas para a segurança dela e do bebê.

Em depoimento, a vítima contou que a gestação teria sido um dos motivos pelo qual o marido teria tentado matá-la, e que a dose de remédios teria sido usada pelo agressor como método abortivo.

O rapaz está foragido e a polícia se empenha a partir de agora a encontrar o acusado.

Envie seu Comentário