WhatsApp

Golpistas via celular fazem mais uma vítima em Amambai

Mulher de 39 anos diz ter perdido R$ 1 mil ao tentar contratar empréstimo junto a Crefisa.

21/07/2018 11h10 - A Gazetanews

 

Pessoas que agem via telefone celular continuam aplicando golpes e fazendo vítimas, em Amambai.

Desta vez a vítima foi uma pensionista de 39 anos, moradora na Vila Cristina, a segunda vila mais populosa da cidade.

Segundo relatou a mulher a policia, ela fez uma simulação no site da Crefisa com a finalidade de contrair um empréstimo de R$ 10 mil.

Cerca de meia hora após a simulação, ela recebeu um contato via WhatsApp de uma mulher que dizia ser funcionária da Crefisa.

No contato a suposta funcionária teria pedido fotos de documentos pessoais da vítima para um suposto cadastro e, confiante que se tratava de fato de uma funcionária da operadora de crédito, ela teria atendido a solicitação.

No dia seguinte outra mulher, que também teria se passado por funcionária da Crefisa, teria entrado em contato com a vítima, também via o aplicativo, dizendo que o cadastro da requerente havia sido aprovado e para receber os R$ 10 mil do empréstimo, a vítima teria que fazer o depósito de R$ 500,00 em uma determinada conta, valor esse que seria uma espécie de garantia bancária.

No outro dia que a vítima já havia depositado os R$ 500,00, os golpistas voltaram a entrar em contato com a vítima alegando que tinha ocorrido um equivoco. Na realidade o valor à ser depositado por ela deveria ser de R$ 1 mil.

Movida pela boa fé, a vítima acabou depositando mais R$ 500,00 em outra conta indicada pelos criminosos.

Um dia após o segundo depósito, a mulher teria recebido outro contato dos golpistas, desta vez dizendo que ela teria que depositar mais R$ 1,3 mil em outra conta indicada pelos bandidos para que o empréstimo de R$ 10 mil fosse liberado.

Desta vez a vítima, já desconfiada, não realizou o depósito e decidiu ligar para a Crefisa pelo telefone disponibilizado no site, foi quando foi informada pela operadora de crédito que de fato a Crefisa havia recebido o pedido de empréstimo da mulher, mas a solicitação ainda estava em análise, ou seja, não havia nada aprovado como teriam relatado os golpistas.

Segundo a mulher, durante o contato via telefone a Crefisa teria informado também que a empresa não trata sobre empréstimos via o aplicativo WhatsApp. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil, em Amambai como estelionato.

Envie seu Comentário