19/05/2018 15h

Ladrões abatem gado de forma cruel em Antônio João

As força policiais informaram que as investigações estão adiantadas e em breve os ladrões podem ser presos.

Por: Tião Prado
 
 
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Na cidade de Antônio João (MS), alguns pecuaristas estão apavorados, pois vem enfrentando o problema com furtos e abates clandestinos de gado, que sempre são feitos durante a madrugada em várias propriedades rurais. O que mais assusta os pecuaristas é a forma como os animais são abatidos, visto que, segundo eles, primeiro são feito armadilhas com o próprio arame de aço para capturar os animais, depois os animais são abatidos e sendo retiradas apenas a parte de trás do gado e as carnes de primeira, abandonando o restante no pasto o que acaba por virar comida de bichos e urubus.

As fotos que o site Pontaporainforma recebeu são imagens fortes e cruéis.

De acordo com as informações, os criminosos vão até a propriedade no periodo da madrugada, cortam os próprios arames das cercas, com estes arames preparam armadilhas para caputar os animais, algumas vezes os animais são capturados pelas pernas e pelo pescoço, e acaba morrendo agonizando por algum tempo.

Para piorar a situação, a reportagem recebeu informações que como na cidade não existe uma vigilância sanitária do município, esse trabalho é feito pelos agentes do IAGRO que conta com pouco pessoal e tem dificuldades para fazer o serviço. As carnes retiradas desses animais abatidos estão sendo comercializadas da cidade, não se sabe onde e nem como, mas o que se sabe é que depois de abatido e tendo as partes principais retiradas essa carne literalmente some de vista.

Com relação a fiscalização, a redação do Pontaporainforma entrou em contato com assessoria de imprensa da Prefeitura de Antônio João, que disse que a informação de que a carne é comercializada não cidade não condiz com a verdade e que a prefeita Márcia Marques está cobrando que as policias Civil e Militar façam um trabalho firme para descobrir os autores desses roubos e assim saber qual o destino final dessa carne, mas acredita que na cidade não esta acontecendo nada do que foi divulgado.

 

A reportagem do site Pontaporainforma entrou em contato com a Dr. Sueili Araújo Lima Rocha, que responde pela delegacia de Antônio João, questionando a respeito do roubo de gado e comercialização da carne na cidade, onde a mesma respondeu: "No momento temos abertos 12 inquéritos sobre abigeato na delegacia e estamos com um trabalho forte para chegar aos autores. As investigações estão avançadas, pois o mais importante é a consciência dos pecuaristas locais que estão denunciando todos os furtos. Quanto a comercialização dessa carne, não podemos afirmar que esta sendo vendida em algum comércio da cidade, mas que está sendo vendida está. Estamos investigando junto com a Vigilância Sanitária, com apoio do DECOM e GARRAS de Campo Grande" disse a Dra Sueili.

O comandante do 4º BPM Ten. Cel. Carlos Magno também informou que vem desenvolvendo uma investigação para chegar aos autores desses furtos e comentou a forma cruel como os animais estão sendo abatidos. A PM esta fazendo ronda durante as madrugadas em vários pontos do município para encontrar os autores e um crime como o que vem sendo praticando na cidade não pode ficar impune e pede que a população não faça o consumo de carne sem procedência, pois uma carne contaminada pode causar sérios problemas de saúde a quem consome.

Esse alem de ser um crime contra os animais, também é um crime contra a sociedade de uma maneira em geral, pois estes ladrões podem causar sérios prejuizos a saúde da população, portanto, a qualquer sinal de desconfiança, denuncie, procure as autoridaes policiais, seja a Policia Militar ou a Policia Civil, já que esses crimes não podem ficar impunes.

 

Para conscientizar a população a respeito de não consumir carne sem procedências, devido aos problemas que pode causar ao ser humano, a reportagem do site Pontaporainforma, falou com o médico veterinário Dr. Avelino Osti, da Clinica Veterinária Bio Vet em Ponta Porã, que informou:

"As consequências que isto poderia trazer para a população é de grande preocupação, com os riscos que podem ser causados a saúde humana. O maior perigo seria a toxinfecção alimentar, que pode levar à morte. Existem ainda varias doenças que causa uma série de problemas, como a teníase, doença causada por parasitas, que geralmente é transmitida pelo consumo de carne contaminada com cisticercos (larvas do verme). Os produtos obtidos a partir do abate clandestino podem ser também vetores das doenças como a tuberculose e brucelose, sem contar que o abate clandestino na maioria das vezes são feitos em locais impróprios sem higiene e estrutura adequada, trazendo riscos de contaminação ambiental, propagação de vetores transmissores de doenças e prejuízo à saúde publica", disse ele.

O veterinário aproveitou e fez um alerta a população: "Temos que estar atentos ao local onde compramos alimentos, se o mesmo cumpre as normas de funcionamento e sanitário, a higiene do local e procedência do alimento deve ser sempre observada pelo consumidor, que cabe a ele também, quando desconfiado de algo, realizar denuncias aos órgão sanitários para que possa ser fiscalizado."

Finalizando, Avelino disse: "Devemos sempre salientar que a carne pode ser a porta de entrada para varias zoonoses, por isso temos que estar sempre atentos para o bem da nossa própria saúde".

Resta agora as autoridades Policiais e politicas da cidade fazer todo esforço para chegar aos autores destes furtos e dessa maneira a população de Antônio João possa ter mais tranquilidade na sua alimentação do dia a dia.

Assista o vídeo abaixo e veja a forma cruel como os animais são capturados pelos ladrões:

Envie seu Comentário