09/02/2018 08h10

Pescadores são presos pela Polícia Federal por "arrastão" no Rio Paraguai

A PMA ainda autuou os autores administrativamente e aplicou multa de R$ 1.080,00 a cada um.

Midiamax
 
 

Dois pescadores, de 23 e 43 anos, foram presos pela Polícia Federal, em Corumbá, distante 444 quilômetros de campo Grande, enquanto faziam "arrastão" nas águas do Rio Paraguai. O flagrante aconteceu durante fiscalização na madrugada desta quinta-feira (8).

Os autores, moradores de Ladário, município vizinho, foram surpreendidos pelos agentes enquanto pescavam com auxílio de apetrechos de uso proibido pelas autoridades, durante o período de Piracema.

Os 20kg de pescado, que estavam em posse dos autores no momento da prisão, foram enviados à PMA (Polícia Militar Ambiental) do município. As autoridades ainda detectaram que o pescado estava fora da medida permitida para o período, que é de 10kg.

Ambos foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e levados à sede da Polícia Federal de Corumbá. Caso condenados, os autores poderão cumprir de um a três anos de detenção.

A PMA ainda autuou os autores administrativamente e aplicou multa de R$ 1.080,00 a cada um. Após periciado, o pescado será doado à Instituições Filantrópicas.

Envie seu Comentário