Vulnerabilidade

Polícia Militar prende idoso acusado de raptar e estuprar menina de 12 anos em Ponta Porã

Menor foi encontrada amordaçada em um matagal no fundo da residência do suspeito

10/02/2019 10h10 - DN

 

Na noite de sexta-feira(08) às 22h50 a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de estupro de vulnerável no Bairro Júlia cardinal em Ponta Porã -MS. Chegando no local, os familiares indicaram Eraldo Quintana de 63 anos como sendo o autor de um estupro, tendo como vítima a menor R.G. de 12 anos.

De acordo com testemunhas a menor de idade estava juntamente com sua irmã na casa de um amigo no bairro Julia Cardinal, quando resolveu ir até sua residência para tomar banho e logo retornar, após demorar muito tempo para voltar sua irmã e o amigo desconfiaram que alguma coisa tivesse acontecido e resolveram sair para averiguar, quando ao baterem em várias residencias dos vizinhos mais próximos, descobriram que a menor estava na casa do autor que ao ser indagado pelas testemunhas sobre o paradeiro da menina o mesmo disse em tom de voz bem alterado, "Sua irmã não está aqui".

As testemunhas desconfiaram do comportamento de Eraldo Quintana e começaram a chamar pelo nome da menor, que posteriormente foi encontrada amordaçada em um matagal no fundo da residência do suspeito, a vítima relatou que estava passando em frente a residência do autor que lhe abordou e ofereceu um presente e que a mesma para ganhar tinha que adentrar no interior do imóvel.

Dentro da casa, o autor começou a ameaçar a vítima com um revolver dizendo que se ela não ficasse com ele iria mata-lá, amordaçando ainda sua boca para não gritar, tirando toda a sua roupa e cometendo o estupro, que segundo a vítima, houve penetração.

A mãe da menor foi informada das fatos e chamou a Polícia Militar que encontrou o acusado em sua residência onde apreendeu um revolver calibre 38 e várias munições. Ele disse aos policiais que a menina inventou a história toda.

Diante dos fatos a vítima foi levada ao hospital regional para fazer exame corpo delito e o autor foi levado juntamente com seu revolver à delegacia para os procedimentos de praxe.

Envie seu Comentário