27/02/2018 06h30

Suspeito de integrar quadrilha de assalto a bancos é preso em MT com equipamentos e ferramentas

Alexandre Benedito, o Bitoka como é conhecido, tinha mandado de prisão decretado pela Justiça de MS. Ele é suspeito de envolvimento em crimes de no Piauí, Paraíba e Bahia.

G1
 
 
Bitoka havia sido preso com dinheiro roubado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Bitoka havia sido preso com dinheiro roubado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Insira a matéria aqui...Suspeito de integrar uma quadrilha especializada em arrombamento de bancos, Alexandre Benedito de Almeida Pinheiro, de 28 anos, foi preso em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, neste domingo (25). Ele teve a prisão preventiva decretada pela Comarca de Campo Grande (MS) onde teria cometido furtos e roubos.

O G1 não conseguiu localizar a defesa de Alexandre.

Bitoka, como é conhecido, foi ouvido formalmente na quinta-feira (22) quando a polícia descobriu a residência usada por ele para esconder os equipamentos usados para os arrombamentos.

Ele também é suspeito de integrar uma quadrilha envolvidas em assaltos no Piauí, Paraíba e Bahia.

Segundo a polícia, Bitoka foi reconhecido pelas imagens do circuito interno de segurança de um dos bancos assaltados em Mato Grosso do Sul.

 
Materiais e ferramentas usados por quadrilha de roubo a banco em MT, MS, PI, PB, BA foram apreendidos (Foto: Polícia Civil de MT)Materiais e ferramentas usados por quadrilha de roubo a banco em MT, MS, PI, PB, BA foram apreendidos (Foto: Polícia Civil de MT)

Com ele foram apreendidas equipamentos sofisticados e de alto custo. Entre eles: bloqueadores de sinais, rádio comunicadores, furadeiras, cilindros de gás industrial e máquina de cortes precisos.

A ficha criminal de Bitoka, segundo a Polícia Civil, é extensa. Em 2013, ele foi preso durante a Operação Lista Amarela, que investigava roubos contra empresas de transporte na Baixada Cuiabana.

O suspeito também responder a processes por receptação, corrupção de menores e roubo.

Recentemente, ele havia preso em flagrante na BR-364, em Santo Antônio do Leverger, a 35 km de Cuiabá, com R$ 27 mil em espécie, celulares, tabletes, colete à prova de balas e outras ferramentas.

Envie seu Comentário