21/12/2017 17h

Suspeitos de furtar R$ 265 mil de banco confessam comprar terrenos e motos, diz polícia em MS.

Envolvidos prestaram depoimento e dois deles ficaram presos. Bandidos disseram contar ainda com a ajuda de mais 2 homens. Eles estão foragidos.

G1MS
 
 
Cofre que foi arrombado pelos suspeitos de furtar agência em MS (Foto: Polícia Civil/Divulgação).Cofre que foi arrombado pelos suspeitos de furtar agência em MS (Foto: Polícia Civil/Divulgação).

A polícia manteve dois dos quatro suspeitos presos por roubar uma agência bancária em Chapadão do Sul, a 333 km de Campo Grande. Em depoimento, os bandidos confessaram o furto de R$ 265 mil, com a participação de mais duas pessoas. Com o dinheiro, eles alegaram que compraram terrenos, duas motos e também fizeram depósitos na conta da parentes, ainda conforme a polícia.

"Dois envolvidos confessaram e disseram que realmente furtaram o dinheiro, com a ajuda de mais duas pessoas. Nós conseguimos bloquear parte deste dinheiro na conta do suspeitos, além da mães deles, além de recuperar duas motos e terrenos que eles compraram. Os envolvidos também deram dinheiro para a irmã de um deles e contaram com a ajuda de uma pessoa para dar as ferramentas usadas na ação criminosa", afirmou o delegado Danilo Mansur, responsável pelas investigações.

Na ocasião, eles filmaram a rotina do banco e combinaram o crime por celular. Durante a abordagem dos envolvidos, em uma rodovia, foram apreendidos celulares com as conversas em que eles combinavam a busca de ferramentas, além de vídeos da rotina e a chegada de um malote de dinheiro na agência bancária.

"O celular está repleto de provas contra eles e tudo isto consta na investigação. Existem prints de diversas matérias, falando sobre o furto que ocorreu na cidade, além de conversas entre eles sobre o crime. Além disso, eles entraram na agência e filmaram a rotina do banco, verificando a segurança e a chegada de um malote de dinheiro", explicou na ocasião o delegado.

Prisão decretada

Além dos celulares, a polícia constatou ainda que todos eles, sendo três homens e uma mulher, possuíam antecedentes criminais por homicídio e tráfico de drogas. "A equipe encaminhou os suspeitos até a delegacia e, de lá, o Garras (Delegacia Especializada de Repressão à Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestro) foi informado. Eles entraram em contato conosco e fomos buscar os presos no sábado, com a prisão já decretada", comentou Mansur.

A investigação possui impressões digitais, colhidas logo após os fatos. "Vamos fazer o confronto e também reforçar todas as provas no inquérito. São quatro pessoas perigosas, sendo uma delas com dois antecedentes por homicídios. Agora, com o interrogatório, a intenção é saber onde está o restante do dinheiro. Eles estavam, na ocasião do flagrante, com pouco mais de R$ 4 mil que não souberam explicar a origem do dinheiro", finalizou o delegado.

 
Dinheiro e celulares que estava com suspeitos de invadir agência em MS (Foto: Polícia Civil/Divulgação).Dinheiro e celulares que estava com suspeitos de invadir agência em MS (Foto: Polícia Civil/Divulgação).

Envie seu Comentário