23/02/2018 10h30

Argentina encontra 400 quilos de cocaína em embaixada da Rússia

Grupo tentava enviar droga para vender na Europa

Noticias.uol
 
 

Uma quadrilha que tentava traficar 400 quilos de cocaína em bolsas diplomáticas, guardadas na Embaixada da Rússia, em Buenos Aires, foi desmantelada nesta quinta-feira (22) em uma operação do governo argentino e russo.

Cinco pessoas foram presas, duas delas na Argentina tentando embarcar em Buenos Aires, e outras duas na Rússia, à espera da remessa da droga. As autoridades ainda buscam um sexto fugitivo - acredita-se que seja o chefe do grupo e que esteja em território argentino.

Segundo a ministra de Segurança da Argentina, Patricia Bullrich, disse que as drogas descobertas estavam avaliadas em 50 milhões de euros. Elas seriam exportadas para a Rússia e vendidas pelos países europeus.

As investigações começaram em dezembro de 2016, quando o embaixador da Rússia na Argentina, Viktor Koronelli, informou o governo local sobre a "suspeita de que num anexo da embaixada russa haveria drogas". A Polícia Federal argentina encontrou os 400 quilos de cocaína em uma escola que faz parte do complexo da embaixada da Rússia. A droga estava distribuída em 360 pacotes, dentro de doze malas com carimbo diplomático.

A ministra Patricia Bullrich afirmou que a origem da droga ainda estava sendo analisada. Segundo ela, a cocaína estava embalada em pacotes com "uma estrela" e "é de qualidade muito alta". "Pode ser da Colômbia ou do Peru", comentou.

Envie seu Comentário