16/01/2018 16h10

Azambuja fala em fechar fronteira para combater tráfico de armas e drogas.

A ideia do Executivo estadual é evitar o tráfico de armas e drogas.

JD1 Notícias
 
 

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), fala sobre fechamento da fronteira, em artigo publicado nesta terça-feira (16), no jornal Folha de S. Paulo. A ideia do Executivo estadual é evitar o tráfico de armas e drogas.

"Nossa proposta é atacar o problema em sua raiz. Coibir a entrada de drogas por nossas fronteiras é muito mais eficaz do que mobilizar as forças de segurança para a apreensão nos centros consumidores", destaca.

De acordo com o governador, o país precisa de uma nova política de segurança pública que possa dar um fim na criminalidade. Azambuja ainda afirmou que anualmente o Estado gasta R$ 127,3 milhões com presos pelo tráfico.

"Nossas fronteiras estão escancaradas, potencializando Mato Grosso do Sul como corredor do narcotráfico. Os altos índices de crimes não resultam só no estrangulamento do sistema carcerário, mas contribuem também para a hipertrofia do sistema judiciário", frisou.

Envie seu Comentário