Eleições 2018

Com 6 partidos, chapão do PSDB deve deixar puxadores de voto fora da Câmara dos Deputados

Candidatos do PSDB, DEM, PSD, PP, PMB e Patriota enfrentarão 'briga voto a voto' para garantir vaga

18/08/2018 06h40 - Midiamax

 
Eleitor de MS vai escolher 8 deputados federais (Foto: Arquivo/Midiamax)Eleitor de MS vai escolher 8 deputados federais (Foto: Arquivo/Midiamax)

A Justiça Eleitoral recebeu, ao todo, 119 pedidos de registros de candidaturas para concorrer às oito vagas de deputado federal, em disputa na eleição deste ano. Apontada pelos próprios tucanos como ‘chapão’, a coligação ‘Avançar com Responsabilidade IV’ reúne seis legendas e 16 candidatos.

Além do PSDB, fazem parte da chapa o DEM, PP, PSD, PMB e Patriota. Entre os 16 candidatos estão três que tentam a reeleição, Geraldo Resende (PSDB), Fábio Trad (PSD) e Tereza Cristina (DEM).

Além deles, estão na chapa o ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), a vice-governadora Rose Modesto (PSDB), o presidente regional do PSDB, deputado Beto Pereira e a também tucana Bia Cavassa, viúva do ex-prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha.

Os vereadores douradenses do DEM Alan Guedes e Cido Medeiros também estão no chapão. Outro democrata que disputa cadeira na Câmara é o vice-prefeito de Paranaíba, Cesinha Leal. Fecha a lista do DEM o ex-vereador de Dourados, Marcelo Mourão.

Outros dois vereadores de importantes cidades do interior de Mato Grosso do Sul também estão na chapa ‘Avançar Com Responsabilidade IV’, são eles Renee Venâncio (PSD), da Câmara de Três Lagoas, e Anny Espínola (PSDB), de Ponta Porã.

O Patriota tem dois candidatos na chapa, Dr. Sandro Benites e Ronaldo Franco. Do PMB a candidata é Marileia Elias.

Votação

Nas eleições gerais de 2014, duas chapas elegeram três candidatos cada. Na coligação ‘MS CADA VEZ MELHOR I’, que tinha também seis partidos (PMDB, PSB, PRB, PTN, PSC e PEN), foram eleitos três nomes, Carlos Marun (MDB) com 91.816, Geraldo Resende, à época no PMDB, com 87.546 votos e Tereza Cristina, à época no PSB, com 75.149 votos. Mesmo com 67.508 votos, Fábio Trad, à época no PMDB, ficou de fora dos eleitos em função do quociente eleitoral (ele só assumiu a vaga em 2018 com a ida de Marun para a Secretaria de Governo da Presidência da República). No total a chapa recebeu pouco mais de 463 mil votos, sendo que cada parlamentar foi eleito com uma média de 154 mil votos.

Na chapa ‘MATO GROSSO DO SUL COM A FORÇA DE TODOS I’, que tinha oito partidos (PT, PR, PDT, PSDC, PROS, PTC, PCdoB e PTB), foram eleitos apenas três candidatos, Zeca do PT, com 160.556 votos, Vander Loubet (PT), com 69.504 votos e Dagoberto Nogueira (PDT), com 54.813 votos. A chapa recebeu no total cerca de 415 mil votos, uma média de 138 mil votos para cada vaga.

Fecharam a lista dos oito eleitos em 2014, dois candidatos da chapa ‘NOVO TEMPO’, que tinha quatro partidos, PSDB, PSD, DEM e PPS, Mandetta (DEM) com 57.374 votos e Marcio Monteiro (PSDB), com 56.441 votos. A chapa ficou com quase 238 mil votos, e uma média de 118 mil para eleger um parlamentar.

Envie seu Comentário