27/02/2018 13h30

Funasa anuncia ajuda a municípios atingidos por enchentes em Mato Grosso do Sul

Em uma das maiores cheias já registradas, o nível do Rio Aquidauana subiu cerca de 10 metros em menos de 24 horas após um temporal ocorrido no dia 20, deixando famílias desabrigadas e um rastro de destruição

 
 
Foto: MidiamaxFoto: Midiamax

O superintendente estadual da Fundação Nacional de Saúde em Mato Grosso do Sul (Suest/MS), Marco Aurelio Santullo, participou na última sexta-feira, 23.02, em Aquidauana, município localizado a 118 km da capital Campo Grande, de reunião na qual anunciou medidas emergenciais de socorro às vítimas da cheia do Rio Aquidauana, devido às fortes chuvas que vem caindo na localidade.

Entre as ações divulgadas pelas entidades envolvidas nessa ação emergencial, estão os cuidados em relação a possíveis contaminações de água, alimentos e orientações às famílias atingidas pela enchente.

Devido à essa situação na região, a população corre riscos de contaminações e com o objetivo de evitar essas doenças, fornecendo água potável de qualidade, a Suest/MS irá disponibilizar o seu laboratório móvel para análise das águas das localidades, onde desenvolverá ações de exame do líquido na região atingida pela enchente, visando agilidade nos serviços de análises, onde não será preciso enviar para a capital amostras para diagnósticos, pois o laboratório tem as condições necessárias para fornecer os resultados na própria localidade.

Segundo a superintendência estadual da Funasa em Mato Grosso do Sul, a Unidade Móvel de Controle da Qualidade da Água (UMCQA) fará um monitoramento das águas nos assentamentos rurais e comunidades tracionais afetadas pelas chuvas dos municípios em estado de calamidade. "Além disso, a Fundação irá fazer um trabalho educativo junto aos desabrigados em Aquidauana, Anastácio e Miranda, sobre doenças de veiculações hídricas, como leptospirose, febre tifoide, hepatite A, entre outras", afirma o técnico em Saúde Ambiental da Funasa, Bento Machado.

"Colocamos a Funasa à disposição tanto de Aquidauana quanto de Anastácio e de todos os municípios que necessitarem de nosso apoio durante essa situação desastrosa", afirma o superintendente estadual Marco Aurélio Santullo.

Além da Funasa, prefeituras municipais, representantes estaduais, o Ministro Carlos Marun, deputados, vereadores, representantes de entidades e técnicos participaram da reunião que aconteceu na Câmara dos Vereadores de Aquidauana.

Em uma das maiores cheias já registradas, o nível do Rio Aquidauana subiu cerca de 10 metros em menos de 24 horas após um temporal ocorrido no dia 20, deixando famílias desabrigadas e um rastro de destruição. O prefeito Odilon Ribeiro decretou situação de emergência e a cidade recebeu apoio do Exército, além de diversas instituições que promoveram ações sociais em ajuda aos moradores afetados.

Envie seu Comentário