Pesquisa

Hospital Regional de Ponta Porã registra 98% de satisfação dos pacientes internados

Pesquisa foi realizada no último trimestre deste ano e avaliou o índice de satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados

20/06/2018 17h30 - Divulgação

 

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto registrou um índice de satisfação de 98% dos usuários do serviço ambulatorial e de internação hospitalar nos setores de Ortopedia, Clínica Médica, Pediatria, Maternidade, Pronto Socorro e UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A pesquisa foi aplicada pela equipe de assistência social do Hospital, que entrevistou 350 pessoas durante os meses de março, abril e maio de 2018. Dentre os critérios avaliados estão as impressões dos pacientes com relação à infraestrutura, atendimento, limpeza e avaliação geral.

Quando perguntado aos pacientes sobre a disponibilidade dos medicamentos, equipamentos utilizados nos exames, tratamentos e sobre o cuidado e atenção dos médicos e enfermeiros, houve um índice de satisfação de 100% dos usuários. Outros dois aspectos foram bem avaliados na pesquisa: atendimentos prestados pela equipe de saúde e a assiduidade e limpeza do local, os quais foram considerados bons por 99,1% e 98,06%, dos entrevistados, respectivamente.

O profissional da construção civil, Ramão Ferreira está acompanhando o irmão Pedro Nicassio, internado com problemas respiratórios. E só teve elogios ao tratamento recebido desde que chegou ao HR. "Assim que meu irmão passou mal, viemos para o Hospital e rapidamente ele foi atendido. Realizaram todos os exames necessários como de sangue, raios-X e outros, e o encaminharam para a internação. Logo quando cheguei ao quarto, tive uma surpresa. Tudo limpo e asseado, enfermeiros e médicos bem atenciosos, além da comida, que é servida várias vezes ao dia para o paciente e acompanhante", elogiou.

"O atendimento aqui no Hospital Regional mudou para melhor. O tratamento dos enfermeiros para com os pacientes é diferenciado, a enfermeira vem todo o tempo verificar se está tudo bem. Os leitos também mudaram muito, antes tinham equipamentos velhos e agora as camas são modernas", comentou a paciente Gisele Martinez Costa, 26 anos.

O questionário utilizado na pesquisa foi implantado pelo Instituto Gerir (Organização Social que administra o Hospital). O formulário é entregue no momento da alta do paciente e contém várias perguntas, nas quais são avaliados os profissionais de enfermagem, técnicos de enfermagem, manutenção, limpeza dentre outros critérios.

O autônomo Augustinho Malacarne, 62 anos, necessitou de atendimento no HR devido a um princípio de ataque cardíaco. Foi atendido imediatamente na sala vermelha e recebeu todos os cuidados necessários.

"Estava passando muito mal, assim que cheguei ao Pronto Socorro, fui levado imediatamente para dentro e me estabilizaram, fizeram diversos exames como eletrocardiograma, exames de sangue e utilizaram aqueles equipamentos de monitoramento. Fiquei um bom tempo para me estabilizarem e só depois me encaminharam para a sala verde, onde permaneci sobre observação continua, até que recebi a alta", contou.

Giovani Icassati, que está intenado há um mês no setor de ortopedia, também elogiou o atendimento. "Estou muito feliz por ter dado certo a minha cirurgia, fui muito bem atendido por todos os profissionais e equipe da ortopedia. A alimentação do Hospital também é muito boa, aqui tenho todos os cuidados necessários", completou.

Envie seu Comentário