11/12/2017 08h20

Marun acompanha Temer em viagem de negociação na Argentina

Encontro vai tratar da exportação de carne e etanol para UE.

IG
 
 
Futuro ministro Carlos Marun e presidente Michel Temer - Foto: DivulgaçãoFuturo ministro Carlos Marun e presidente Michel Temer - Foto: Divulgação

Em viagem internacional só aguardando sua nomeação como ministro, Carlos Marun (PMDB) acompanhou o presidente Michel Temer (PMDB) neste domingo (10) para a Argentina, onde o presidente participou de negociações sobre exportação de carne e etanol do Brasil para países do Mercosul e União Europeia.

A 11ª Reunião Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) começou neste domingo (10), em Buenos Aires, e a grande expectativa dos líderes latinos é a conclusão do acordo de comércio entre o Mercosul e a União Europeia.

O maior desafio para o acordo é incluir a carne e o etanol no pacote de produtos a serem exportados. A sessão de abertura da OMC estava marcada para as 17h (de Brasília) e Michel Temer participou. Não foi confirmado o papel de Marun nas tratativas.

Em entrevista concedida na última semana, o subsecretário-geral de Assuntos Econômicos e Financeiros do Itamaraty, embaixador Carlos Márcio Cozendey, afirmou que o objetivo é de concluir as negociações em Buenos Aires, dependendo do que a UE apresentasse na oferta final.

Ainda de acordo com Cozendey, após as reuniões da OMC realizadas em Bali e Nairóbi, nas quais houve progressos na assinatura de acordos comerciais, a expectativa agora é de que aconteçam "poucos avanços" em temas importantes para o Brasil: tais como os subsídios agrícolas, comércio eletrônico e facilitação de empreendimentos.

"A reunião de Buenos Aires vai ter que dar a orientação sobre como continuar a discussão de vários desses temas. A expectativa não é de ter grandes inovações, como houve em Bali e Nairóbi, mas que a OMC possa se organizar na continuação da discussão de todos esses temas", afirmou.

O presidente do Brasil viajou às 13h20 (de Brasília) para a Argentina e participou da sessão de abertura da 11ª reunião ministerial da OMC, retornou ao País, ainda no domingo por volta das 22h30 (horário de Brasília).

E não é só Michel Temer que visitará Buenos Aires neste fim de semana. A ex-presidente Dilma Rousseff passou a tarde do sábado (9) na capital argentina, onde participou de um encontro com a senadora e ex-presidente do país, Cristina Kirchner, que responde em seu país pelas acusações de obstrução de Justiça, enriquecimento ilícito, especulação com o dólar e lavagem de dinheiro.

"Vim trazer minha solidariedade e conversar com a ex-presidenta da Argentina, uma amiga querida de muitos anos", disse Dilma. "Cristina é uma líder política forte e uma guerreira incansável na defesa dos interesses do povo argentino. Ela está disposta e firme em resistir. Como todos nós", ressaltou.

Envie seu Comentário