08/03/2018 13h40

Mesmo com abertura de janela partidária, políticos de MS ainda estão "tímidos"

George Takimoto (PDT) e Barbosinha (PSB) estão sinalizando mudança

Correio do Estado
 
 
Deputados estaduais durante a sessão desta quinta-feira (8) - Foto: Victor Chileno/ALMSDeputados estaduais durante a sessão desta quinta-feira (8) - Foto: Victor Chileno/ALMS

A janela partidária começou nesta quinta-feira (8) e, por enquanto, os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul estão "tímidos" em mudar de partido.

George Takimoto (PDT) e José Carlos Barbosa, o Barbosinha, (PSB) são um dos únicos que estão sinalizando interesse em aderir ao "troca-troca" e se filiar ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), respectivamente. "

O Takimoto até perguntou se eu dobro com ele porque ele vai para Federal", declarou ele, explicando que, tentaria a reeleição enquanto Takimoto seria candidato a uma das vagas na Câmara em Brasília (DF). A dobradinha política é uma forma de potencializar os votos. Neste caso, os santinhos distribuídos durante a campanha teriam impressos os nomes e números dos dois candidatos.

Em tom de brincadeira, Eduardo Rocha, convidou o deputado Pedro Kemp (PT) para mudar para o MDB. "Você está brincando, né?", respondeu o petista, também em tom de brincadeira e completou: "Só se eu for de pé quebrado". Rocha finalizou a brincadeira com "pode ser".

Herculano Borges Daniel (SD) comentou que deve haver muitas mudanças a nível nacional, mas o quadro não deve se repetir no Estado.

João Grandão (PT) enfatizou que o Partido dos Trabalhadores está "de braços abertos, mas ninguém se manifestou".

Barbosinha disse estar avaliando uma possível mudança. "Tive convite para ir para o PSDB, mas por enquanto nada decidido.Tenho interesse em permanecer junto com as outras lideranças, temos apenas que reorganizar o partido", finalizou.

A JANELA PARTIDÁRIA

A Janela Partidária começou nesta quinta-feira (8) e se estende até o dia 6 de abril. Neste período, deputados federais e estaduais interessados em se candidatar nas Eleições de 2018 podem mudar de partido sem correr risco de perderem o mandato.

Envie seu Comentário