Ainda cabe recurso
16/05/2018 05h20

Ministro do STJ volta a rejeitar pedido de liberdade de Lula

Relator da Lava Jato no STJ, Félix Fischer considerou que pedido perdeu objeto, uma vez que pretendia que ex-presidente não fosse preso antes de julgado o último recurso no TRF-4, o que já aconteceu.

G1
 
 
Lula quando se entregou à PF em São Paulo e foi preso em 7 de abril (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)Lula quando se entregou à PF em São Paulo e foi preso em 7 de abril (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou novamente um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em decisão desta segunda-feira (14), o ministro negou seguimento ao habeas corpus, por considerar que o pedido perdeu o objeto.

Relator da Operação Lava Jato no STJ, Fischer já havia negado o pedido de liminar (decisão provisória) no dia 6 de abril, véspera da prisão de Lula.

Na época, a defesa alegava que ele não poderia começar a cumprir pena porque ainda restava um segundo último recurso contra a condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de segunda instância.

Nesta segunda, Fischer decidiu arquivar o pedido por considerar que ele perdeu o objeto, já que o TRF-4 rejeitou esse segundo recurso e manteve a condenação do ex-presidente por corrupção e lavagem no caso do tríplex a 12 anos e 1 mês de prisão.

Ainda cabe recurso da defesa de Lula contra a decisão de Fischer.

Envie seu Comentário