28/02/2018 15h20

Ponta Porã: Otaviano Cardoso pede reforma urgente na Escola Graça de Deus

O vereador solicitou a criação de dois quebra-molas com faixa elevada de pedestres em frente à Escola Municipal Prefeito Orlando Mendes Gonçalves.

Divulgação
 
 

Na sessão ordinária desta terça-feira, 27 de fevereiro, o vereador Otaviano Cardoso encaminhou uma indicação ao prefeito, Hélio Peluffo, e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, André Manosso, solicitando a criação de dois quebra-molas com faixa elevada de pedestres em frente à Escola Municipal Prefeito Orlando Mendes Gonçalves.

O parlamentar alegou que a presente indicação se faz necessária considerando que a instituição está localizada na área central. "A região da mencionada escola possui um intenso fluxo de veículos. A construção dos quebra-molas proporcionará maior segurança aos estudantes e aos pedestres que utilizam a via", disse Cardoso.

Quebra-molas no Ipê I

Durante a sessão ordinária, o vereador Otaviano Cardoso também solicitou a implantação de outro redutor de velocidade, do tipo quebra molas, mas dessa vez, na Rua Padre José de Anchieta, no bairro Ipê I.

Em sua justificativa o vereador ressaltou que a construção de um quebra-molas é uma medida de segurança para o munícipe. "O atendimento deste pedido tem a finalidade de garantir a integridade física dos moradores, tendo em vista que os motoristas diminuirão a velocidade dos veículos ao trafegarem pela Rua Padre José de Anchieta" argumentou o vereador.

Melhorias na Escola Municipal Graça de Deus

A terceira indicação de Otaviano foi encaminhada ao prefeito, Hélio Peluffo, com cópia a secretária municipal de Educação, Maria Leny Antunes Klais, solicitando ampliação, reforma geral e construção de um ginásio de esportes coberto na Escola Municipal Graça de Deus, localizada no Capeí.

Otaviano Cardoso disse que visitou a escola e se deparou com uma série de fatores que o motivaram a solicitar melhorias em caráter de urgência. "A convite da comunidade, eu visitei a referida escola e constatei que os estudantes sofrem com a falta de estrutura e a reforma propagada pela administração anterior se deu apenas com a interdição do prédio quando os alunos foram transferidos para o Assentamento Corona, estudando em salas improvisadas, durante todo ano letivo de 2013 e nada foi feito pela gestão anterior", constatou.

O vereador argumentou que dessa maneira, algumas ações são necessárias em caráter de urgência. "Os problemas começam com as más condições das estradas, que em épocas de chuva impossibilitam que os alunos frequentem as aulas. Também há superlotação nas salas de aula, é necessário substituir ventiladores, realizar manutenção em portas e janelas, no parquinho para atender a pré-escola e manutenção nas calhas, pois não comportam o volume de água das chuvas", disse o parlamentar.

O vereador afirmou que averiguou que não há extintores de incêndio entre outros problemas. "O telhado está cedendo colocando em risco a vida dos estudantes. É necessário mais professores e funcionários, pois a quantidade atual não supre a demanda de alunos. Os estudantes também reivindicam os uniformes escolares, a implantação de uma sala de leitura com aquisição de livros e também pedem a melhoria da sala de informática com mais e novos computadores, pois hoje há deficiência. A escola também não tem acesso à internet. Entre tantos outros problemas enfrentados diariamente", explicou Cardoso.

Envie seu Comentário