05/02/2018 12h

Por saúde, Kayatt estuda deixar TCE

Junior Mocci (PMDB) deverá ser indicado pelo governador Reinaldo Azambuja.

Campograndenews
 
 

Deu na coluna ' Jogo aberto" do Campograndenews,

Precoce - Por recomendação médica, o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, Flávio Kayatt, estuda pedir sua aposentadoria do cargo, no qual está desde novembro de 2017. Ele substituiu Marisa Serrano, que também pediu aposentadoria antes do tempo previsto.

Recomendação– Kayatt é cadeirante há quase 20 anos e tem uma rotina de tratamento que inclui medicamentos fortes para dor e idas cada vez mais frequentes aos médicos, inclusive fora do Estado. Os profissionais, segundo a coluna apurou, já orientaram o conselheiro que a rotina de trabalho pode piorar sua qualidade de vida e dificultar os tratamentos.

Consequências – Em 1997, Flávio Kayatt sofreu um grave acidente de trânsito e, mesmo tendo mantido sua atuação política, como prefeito e deputado estadual, sempre lidou com dores fortes na coluna. Três anos atrás, ele pediu licença de 15 dias da Assembleia para poder fazer exames em São Paulo.

Substituto – Em se concretizando a orientação dos médicos ao conselheiro, o afastamento deve ocorrer até abril. A vaga já tem destinatário quase certo, o atual presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mocci (PMDB). Quem nomeia é o governador Reinaldo Azambuja.

Marta Ferreira

Envie seu Comentário