01/02/2018 06h50

Prefeitura de Ponta Porã visa ampliar parcerias na Assistência Social

Programas como Jovem Aprendiz têm total apoio da administração Hélio Peluffo

Divulgação
 
 
DivulgaçãoDivulgação

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Assistência Social, visa ampliar a atenção aos programas sociais desenvolvidos visando qualificar, capacitar e oportunizar profissionalmente os trabalhadores. Um desses programas é o Jovem Aprendiz, que em 2017 recebeu apoio de várias empresas e para este ano, ampliou o número de parceiros.

A secretaria de Assistência Social, atendendo recomendação do prefeito Hélio Peluffo, vai ampliar as parcerias para aumentar o número de atendimentos. A secretária de Assistência Social, Vera Lúcia Oliveira destaca que a política social do prefeito Hélio Peluffo vem oportunizando a participação de famílias que até então, não possuíam perspectivas e que estavam fora do mercado de trabalho ou mesmo com escassa fonte de renda.

Um desses caminhos é o programa Jovem Aprendiz. Com as exigências do mercado Nacional e os requisitos solicitados pelas Empresas, cada vez mais cedo os jovens recém- formados precisam estar inseridos no mercado de forma qualificada e preparada.

Para isso foi criado o programa Jovem Aprendiz pelo Governo Federal, no qual jovens são inseridos em empresas que aderem a ideia de contratar adolescentes em situação de vulnerabilidade (caso seja feita de forma direta pelo contratante, o candidato precisa ter idade de 14 à 24 anos e tem que estar matriculado e frequentando o Ensino Fundamental ou alguma Escola Técnica) para aprenderem desde o inicio às funções do local.

Já no primeiro ano de administração, o prefeito Hélio Peluffo garantiu mecanismos para que a rede de atendimento do Jovem Aprendiz pudesse oferecer mais vagas para jovens em busca da inserção no mercado de trabalho local. É necessário que os jovens permaneçam um tempo no local de trabalho e também nos cursos de capacitação. Com isso o jovem terá o direito de receber o salário mínimo por hora.

O programa Jovem Aprendiz garante até mesmo para os jovens que trabalharem turno reduzido de 6 horas, todo e qualquer beneficio trabalhistas e benefícios previdenciários através do contrato de aprendizado.

Em 2017 foram acompanhados 90 jovens dentro do programa coordenado pela Secretaria de Assistência Social. O CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) é responsável por garantir a autonomia das famílias através da reinserção no mercado de trabalho. A qualificação é a ferramenta para ampliar e oportunizar às famílias a melhoria da renda. O trabalho é executado em parceria entre a prefeitura e Ministério do Trabalho.

Envie seu Comentário