04/08/2017 06h20

Semagro vai apoiar implantação de Parque Industrial em Antonio João

O Parque Industrial ocupa área de 12,5 hectares e fica próximo a área urbana da cidade.

Portal MS
 
 

O secretário adjunto de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Ricardo Senna, recebeu na manhã desta quinta-feira (3.8) a prefeita de Antonio João, Marcia Marques, que lhe apresentou o projeto de implantação do Parque Industrial do município. Antonio João está localizado na fronteira com o Paraguai, tem pouco mais de 8 mil habitantes e sua base econômica é a agropecuária. Para atrair indústrias, gerar mais empregos e melhorar a economia da cidade em geral, a Prefeitura pretende implantar o Parque Industrial, e nesse sentido a prefeita veio pedir o apoio do governo do Estado, por intermédio da Semagro.

O projeto é ambicioso e chamou a atenção do secretário Senna pela riqueza de detalhes e a competência técnica da equipe. "Fiquei impressionado com o nível de profissionalismo com que sua gestão vem trabalhando o desenvolvimento econômico. É um belíssimo projeto e com certeza terá todo nosso apoio, até porque Antonio João se situa na fronteira, que é estratégica para o governo do Estado", disse Senna à prefeita.

A Prefeitura quer destinar uma área de 12,5 hectares, distante cinco quilômetros da cidade, para as indústrias que pretendam se instalar no município. O parque terá a infraestrutura necessária como ruas pavimentadas, serviços de água e energia, terraplanagem, iluminação pública, paisagismo e até guarita. Além disso, a Prefeitura pretende obter o licenciamento ambiental da área, o que facilita para as empresas que já podem iniciar o processo de instalação pelo passo seguinte. "A empresa ganha um ano ou mais de tempo", ponderou o secretário.

 

A principal demanda trazida pela prefeita é a construção de uma rotatória para acesso ao parque, que deve ser executada pelo Governo do Estado. Senna vai intermediar uma reunião com o governador para tratar desse assunto e também da disponibilização de recursos do FAI (Fundo de Apoio à Indústria) para custear os serviços de infraestrutura. O deputado estadual Paulo Corrêa, que também participou da reunião, comprometeu-se a tentar a destinação de recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rodoviário de Mato Grosso do Sul) ao projeto.

Conforme Márcia Marques, já há um empresário decidido a se instalar em Antonio João e vários outros têm manifestado interesse. Com a criação do Parque Industrial o município se tornaria mais atrativo porque boa parte da estrutura necessária para as indústrias já estaria disponível.

Senna ainda orientou a prefeita a procurar outros órgãos que prestam apoio à industrialização, como a (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems) e o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), que podem ajudar com orientação técnica. O diretor presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) , Ricardo Eboli, também presente à reunião, considerou o projeto ambientalmente viável e disse que o órgão fará o necessário para agilizar o processo de licenciamento.

Acompanharam a prefeita Márcia Marques, o secretário municipal de Governo, Afrânio Martinez, e o diretor de Desenvolvimento Jaime Schneider. Participaram ainda o superintendente de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo da Semagro, Bruno Gouveia; o diretor de Licenciamento do Imasul, André Borges; e a coordenadora de Apoio aos Negócios Empresariais da Semagro, Fernanda Lopes.

O Governo do Estado tem investido significativamente na pavimentação de acessos a empresas, terraplanagem e infraestrutura geral de núcleos industriais em vários municípios. O secretário adjunto Ricardo Senna citou como exemplos os núcleos industriais de Dourados, que está sendo ampliado em mais 100 hectares, e o de Fátima do Sul, que está praticamente concluído. Em Campo Grande, o Núcleo Industrial do Indubrasil está sendo revitalizado.

Envie seu Comentário