24/02/2018 09h20

Servidores ativos já podem preencher Plano de Gestão de Desempenho Individual

Servidores têm até 19 de março para fazer o PGDI.

Portal do MS
 
 
O lançamento aconteceu no auditório da Governadoria. Fotos: David MajellaO lançamento aconteceu no auditório da Governadoria.
Fotos: David Majella

Durante o evento de lançamento do novo ciclo, gestores fizeram um balanço da Gestão por Competências. A gerente do projeto, Ana Carina Verbisck, apontou os resultados do primeiro ciclo de gestão de desempenho com adesão de 89% dos servidores que integram o público alvo. "Foi um índice muito bom. Por que quando falamos com pessoas que trabalham na área de gestão pública, voltada para adesão a projetos novos na área, a média de adesão é de 50% no grupo. E nós tivemos um resultado muito bom com relação à participação nesse processo. Sem dúvidas um grande avanço de mudança de cultura do servidor" ressaltou Verbisck que é servidora de carreira do Estado.

 
Ana Carina Verbisck, gerente do Programa de Gestão por Competência. Fotos: David MajellaAna Carina Verbisck, gerente do Programa de Gestão por Competência.
Fotos: David Majella

Na ocasião, o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, parabenizou os gestores responsáveis pela Gestão por Competência nos órgãos, e enfatizou o principal objetivo do Governo do Estado com o programa. "O que o governador Reinaldo Azambuja quer com isso? Valorizar você servidor! Por que com a Gestão por Competência você pode ser promovido pela sua capacidade a cada três anos, ao invés de esperar os cinco por antiguidade. É para valorizar o bom servidor e para que tenhamos excelência nos serviços oferecidos pelo Governo à população. Nossa meta agora é atingir 100% dos servidores", pontuou.

Servidora do Estado há 18 anos, Keila Regina de Oliveira é gestora da ADI no Hospital Regional, e conta como foi participar da implantação a Gestão por Competência na Fundação Serviços de Saúde (Funsau). "Fazer com que 1.800 trabalhadores participassem desse processo no início não foi fácil. Mas todos entenderam que o projeto não seria uma penalidade, que o mais importante dentro do processo era o desenvolvimento do trabalhador, que todo o processo da Gestão por Competência era para melhorar a qualidade da nossa assistência, do nosso papel e do nosso principal objetivo dentro da instituição que é prestar um serviço de qualidade" afirmou.

As ações para 2018 incluem preparação de trilhas de desenvolvimento, investimentos na melhoria do sistema, gestão da qualidade do ciclo de gestão, preparação de lideranças, e a continuidade na adequação da legislação.

O segundo ciclo da Gestão por Competência representa o cumprimento das promessas de campanha e ações do Plano Plurianual que prevê como diretriz estratégica do eixo gestão: promover o desenvolvimento e valorização das pessoas na gestão pública estadual com o programa meritocracia, desenvolvimento e valorização do servidor. Confira mais no site da Gestão por Competência.

Envie seu Comentário