01/12/2017 12h20

Escolas dos assentamentos e Polícia Militar promoveram formatura do PROERD

PROERD é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education-D.A.R.E, surgiu e, 1983

Divulgação: Dora Nunes
 
 

No dia 28/11/2017, foi realizado a formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), que ocorreu durante o ano letivo de 2017, envolvendo escolas instaladas nos assentamentos rurais de Ponta Porã.

A solenidade foi realizada na Escola Estadual Nova Itamarati juntamente com a escola Escola Estadual Prof. José Edson Domingos dos Santos e as escolas municipais Nova Conquista e Juvenal Fróes localizadas na região do Assentamento Itamarati e Dorcelina Falador no município de Ponta Porã. PROERD é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education-D.A.R.E, surgiu e, 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo Brasil.

O Programa consiste em uma ação conjunta entre as Policias Militares, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer as pressões e as influências diárias que contribuem ao uso de drogas e à prática de violência, desenvolvendo habilidades para resisti-las.

O PROERD é mais um fator de proteção desenvolvido pela Polícia Militar para a valorização da vida, que imbuía de sua missão institucional, vem de uma sociedade mais saudável e feliz. O programa tem por objetivo a prevenção ao uso de drogas entre crianças em idade escolar, o qual será desenvolvido através de:

  1. Fornecimento de informações aos estudantes sobre álcool, tabaco e drogas afins;

  2. Ensinar os estudantes, as formas de dizer não às drogas;

  3. Ensinar os estudantes a tomar decisões e as consequências de seus comportamentos;

  4. Trabalhar a autoestima das crianças, ensinando-as a resistir às pressões que as envolvem.

Ao todo são 50 formandos. A solenidade foi prestigiada pela comunidade escolas, autoridades locais e trabalhadores em Educação que atuam nas escolas de Ponta Porã.

Envie seu Comentário