05/10/2017 16h30

Internos do estabelecimento penal de Ponta Porã tem suas obras em exposição pelo aniversário de MS

As obras estarão expostas no Centro de convenções da cidade

Por: Dora Nunes
 
 
Fotos: Tião Prado (Pontaporainforma)Fotos: Tião Prado (Pontaporainforma)

No Estabelecimento Penal "Ricardo Brandão" em Ponta Porã, os internos da unidade tem a oportunidade de desenvolver suas atividades artísticas na sala de aula localizada no local.

A professora Magali Agatha Prieto Bibian, falou para a reportagem do Pontaporainforma, sobre a exposição referente as comemorações dos 40 anos de emancipação do estado do mato Grosso do Sul, sendo que esse projeto é em conjunto com todas as escolas do Estado em que os internos da unidade de Ponta Porã tem a oportunidade de entrar em ressocialização.

De acordo com a professora, todas as atividades foram acompanhadas e as obras estarão expostas no Centro de convenções da cidade, juntamente com as obras dos alunos das escolas convencionais.

Magali Aguatha falou ainda sobre o funcionamento da sala de aula dentro da unidade penal, informando que são duas salas em funcionamento, sendo no período matutino com ensino médio e fundamental do proejto EJA e no período vespertino funciona o fundamental II. "O processo de aula é normal, como o EJA que acontece nas escolas convencionais aí fora, seguindo o mesmo processo de projeto, classificação e notas" ressaltou a professora.

Para conquistar o mérito do estudo, o detento deve ter bom comportamento e que já tenha sua pena calculada pelo juiz.

O projeto EJA elimina dois módulos por semestre dando a oportunidade que o detento conclua o ensino médio enquanto esteja cumprindo sua pena.

Falando sobre a exposição, Magali Agatha disse ser esse um projeto da Secretaria de Educação Estadual proposto para todas as escolas do MS em comemoração a emancipação do Estado, onde as atividades tiveram início no mês de agosto e para uma maior valorização do trabalho dos internos, teve-se a ideia de se fazer essa exposição.

Após a exposição, os quadros e todas as obras dos internos retornarão ao Estabelecimento Penal servindo de decoração do ambiente.

A professora destacou a importância de se oportunizar o estudo e o desenvolvimento artístico dos internos, o que dá uma visão de futuro e perspectiva de uma vida melhor inserindo-se na sociedade através do trabalho e do estudo.

Carlos Jardim, diretor da Unidade Penal, ressalta que o trabalho desenvolvido com os internos da unidade é bastante intenso, sendo que alem das aulas e atividades artísticas, os internos podem trabalhar em oficina, marcenaria, costura, cozinha, oportunizando uma profissão aos detentos.

Envie seu Comentário