29/10/2017 10h50

Ponta Porã: Carlos Jardim, diretor da Unidade Penal apresenta melhorias visando reintegração de internos

Redação do Pontaporainforma visitou Unidade Penal

Por: Dora Nunes
 
 

Carlos Jardim, servidor do sistema penitenciário a mais de 11 anos, assumiu a direção da Unidade Penal Ricardo Brandão em Ponta Porã em janeiro de 2016 e desde então vem colocando em prática todo o seu conhecimento buscando sempre melhorar a vida dos internos dentro da unidade, visando qualificação profissional e estudo para que os presos venham a ter oportunidades de reintegração social.

A redação do site Pontaporainforma fez uma visita recentemente ao diretor Carlos Jardim e conheceu in loco todas as mudanças e melhorias que foram realizadas na unidade, como a sala de consultas médicas, área de enfermagem e de expurgo e setor para atendimento odontológico onde Jardim lembrou que os atendimentos à população carcerária da unidade, agrega-lhes dignidade. O setor de saúde carcerário funciona nos mesmos moldes de uma Unidade Básica de Saúde da Rede SUS, com atendimento de equipes multidisciplinares, formadas por assistentes sociais e psicólogas da Agepen e demais profissionais da área de saúde disponibilizados pelas Prefeitura, com recursos federais destinados diretamente ao Município.

Vários projetos foram feitos visando a humanização dos internos, dentre os quais, os de aumento de internos trabalhando, os quais para conseguir esse benefício e direito, passa por algumas etapas de avaliação. Dentre os projetos, cita-se o de olaria, onde são confeccionados tijolinhos; marcenaria, oficina de mecânica, fábrica de cabos de vassouras. Infelizmente, Carlos Jardim informou que o convênio que existia com a prefeitura de Ponta Porã no ramo da marcenaria, onde internos consertavam carteiras escolares, não mais existe.

No pátio, os internos também fizeram uma horta onde os produtos são utilizados nas refeições. Outro ponto positivo é a cozinha, bem limpa e arejada, cuidade pelos internos. Também foi construído um novo refeitório para os funcionários, alem de nova pintura e troca de pisos antigos, por pisos brancos e mais modernos, o que deu maior clareza e aspecto de limpeza ao local.

Outro ponto positivo é a oportunidade que os presos tem de voltar a estudar, inclusive participaram com suas obras de arte, de uma exposição em comemoração aos 40 anos de MS.

Carlos Jardim disse que o sistema penitenciário é um sistema um pouco esquecido pela sociedade e pediu que as pessoas tentem olhar de outro modo já que é um local onde existe muitas pessoas que precisam de ajuda, de um voto de confiança da sociedade para que ocorra a reintegração, já que muitas vezes, após cumprir sua pena, o interno ao sair, sofre discriminação, preconceito, ao invés do acolhimento por parte da sociedade.

Envie seu Comentário