UTI

UTI do Hospital Regional de Ponta Porã é habilitada pelo Ministério da Saúde

Com a habilitação, agora a UTI ganha o reconhecimento nacional de que segue todas as normativas do Ministério da Saúde

10/11/2018 14h - Divulgação DN

 

Os dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto foram habilitados pelo Ministério da Saúde conforme a portaria Nº 3.030, de 26 de setembro de 2018, publicadas no Diário Oficial da União. Inaugurada em março de 2017 pelo governador Reinaldo Azambuja e Instituto Gerir, que administra o Hospital, a UTI do HR de Ponta Porã sempre funcionou seguindo todas as normas da RDC7, que regulamenta requisitos mínimos para funcionamento de Unidades de Terapia Intensiva. Mas agora, com a habilitação do Ministério da Saúde, a UTI ganha reconhecimento nacional de que está de acordo com todas as normas.

"A habilitação é a comprovação do Ministério da Saúde de que o processo, iniciado há quase dois anos, teve o seu fechamento de acordo com todas as normativas nacionais. Esse processo é lento, mas em menos de 24 meses, tivemos a habilitação e isso é um grande avanço e mostra o comprometimento que o Hospital tem em fornecer um atendimento de qualidade à população", ressaltou o Diretor Técnico do HR e UTI, João Angelo Oselame Hoffmann.

Em aproximadamente um ano e sete meses, a unidade já atendeu 864 pacientes de média e alta complexidade. O setor de UTI do Hospital Regional de Ponta Porã conta com uma equipe de 40 profissionais, entre médicos e enfermeiros intensivistas, fisioterapeutas e técnicos. A Unidade possui equipamentos de última geração, como bombas de infusão, hemodiálise, eletrocardiógrafo, cardioversor, carro de emergência, monitores multiparamétricos para monitoramento dos leitos e camas eletrônicas que proporcionam qualidade no atendimento aos pacientes em estado crítico.

O enfermeiro especialista em UTI e coordenador técnico da unidade, Cassio Humberto Rocha, explicou que desde a inauguração a unidade busca seguir todas as normativas e requisitos estabelecidos. "Cumprimos todas as normas da RDC7, normativa que regulamenta requisitos mínimos para funcionamento de Unidades de Terapia Intensiva. Temos aqui médicos diaristas e plantonistas, enfermeiros e fisioterapeutas, todos com a especialidade em terapia intensiva. Hoje nossa taxa de ocupação dos leitos é acima de 85%, recebemos pacientes dos oito municípios da microrregião. Recentemente, a UTI adquiriu novos equipamentos de tecnologia europeia, firmando ainda mais o compromisso em prestar uma assistência de qualidade", completou.

A portaria Nº 3.030, de 26 de setembro de 2018, "Habilita leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto e estabelece recurso do Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde a ser incorporado ao Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar (MAC), do Estado de Mato Grosso do Sul". Para ler o texto completo da portaria, acesse: http://www.imprensanacional.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/42586573/do1-2018-09-27-portaria-n-3-030-de-26-de-setembro-de-2018-42586374

Envie seu Comentário