Falecimento

Governador e Agepen lamentam morte de ex-diretor Ailton Stropa Garcia

Stropa administrou o órgão entre abril de 2015 e fevereiro de 2017.

20/06/2018 15h30 - Campograndenews

 
Ailton Stropa Garcia morreu aos 62 anos. (Foto: Divulgação/Agepen)Ailton Stropa Garcia morreu aos 62 anos. (Foto: Divulgação/Agepen)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lamentou há pouco a morte do juiz aposentado Ailton Stropa Garcia. Aos 62 anos, o ex- diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) faleceu na madrugada de hoje, em decorrência de complicações após cirurgia bariátrica. Stropa administrou o órgão entre abril de 2015 e fevereiro de 2017.

"Durante o pouco tempo que ficou na Agepen, fez um ótimo trabalho e contribuiu com as melhorias no sistema. Um homem probo, que sempre mostrou ser honesto em suas atividades. Mando um grande abraço à família", disse Reinaldo durante evento na manhã de hoje na Sanesul.

O ex-diretor estava internado em São Paulo e será velado em Dourados. "Ele foi operado no começo deste mês e passou mal quando se recuperava da cirurgia na capital paulista. Levado às pressas para um hospital, foi operado novamente hoje de madrugada e morreu poucas horas depois", informou a Agepenem nota, com base em informações repassadas pela família.

A atual administração da Agência também avaliou o trabalho de Stropa frente ao órgão durante dois anos. "Conquistou avanços expressivos para a instituição e deixou registrada na história da Agepen sua contribuição profissional. Em sua despedida como diretor-presidente deixou como mensagem a importância da união de todos em prol de uma nova Agepen, com todo o dinamismo, responsabilidade, seriedade e competência que devem norteá-la, sempre em busca do maior objetivo, que é a prestação de serviços da mais alta qualidade".

Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Araçatuba (SP), Stropa era mestre na mesma área pela Universidade de Brasília (UNB), juiz de Direito, advogado e professor. Foi procurador-geral da Câmara Municipal de Dourados (MS), onde também era membro da Academia Douradense de Letras, como autor dos livros "Direito e Legislação", "Quando Tremem as Colunas" e "Momentos Jurídicos".

Envie seu Comentário