18/01/2018 15h50

Governo de MS diz que vai retomar obras do Aquário do Pantanal, paradas há mais de um ano.

Serviços devem ser retomados no começo da semana que vem.

G1MS
 
 
Aquário do Pantanal em Campo Grande MS (Foto: Reprodução/TV Morena).Aquário do Pantanal em Campo Grande MS (Foto: Reprodução/TV Morena).

O governo de Mato Grosso do Sul informou que vai retomar as obras do Aquário do Pantanal na próxima semana, parada após rescisão do contrato com empreiteira que cuidava do servço. O comunicado foi feito nesta quarta-feira (17).

De acordo com a assessoria de imprensa, a retomada só foi possível depois que o termo de acordo entre o estado, Ministério Público e Tribunal de Contas foi entregue na governadoria.

No final do ano passado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez reuniões com os órgãos pedindo que o estado contratasse uma nova empresa sem licitação.

Por lei, o governo não pode fazer adivtivos ao contrato do aquário, como já aconteceu por vezes. O contrato inicial chegou a ser reincindido.

A contratação da nova empresa vai ser feita pela Agencia Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) e o TCE vai fiscalizar o cumprimeiro do acordo.

Mais detalhes sobre a retomada das obras vão ser repassados durante coletiva de imprensa na governadoria às 09h00 desta quinta-feira (18).

Obras

O Centro de Pesquisa e Reabilitação da Ictiofauna, conhecido como Aquário do Pantanal, foi lançado em 2011 pelo então governador André Puccinelli (PMDB). As obras começaram no mesmo ano.

O projeto é de que o empreendimento seria o maior aquário de água doce do mundo, com 6,6 milhões de litros de água, distribuídos em 24 tanques, com 7 mil animais de 263 espécies, entre elas peixes, jacarés e cobras.

O projeto original previa ainda a implantação de um centro de pesquisa, com 1.000 metros quadrados de laboratório e biblioteca digital.

Envie seu Comentário