19/01/2018 07h10

Sicredi e Fundação MS inauguram laboratório de entomologia no Showtec

Inauguração ocorreu durante a abertura do evento.

Divulgação (TP)
 
 

No dia 17 de janeiro começou mais uma edição do Showtec, que é uma feira anual onde são apresentados produtos e serviços ligados ao setor agropecuário, lançamentos, inovações tecnológicas, sistemas de produção, palestras técnicas e resultados de pesquisas que contribuem para a sustentabilidade do segmento. A feira é destinada aos produtores e empreendedores rurais, técnicos agrícolas, acadêmicos, entre outros, e leva informações de forma direta e aplicável.

A abertura do evento contou com diversas lideranças do setor e autoridades. O governador de Mato Grosso do Sul, destacou a importância de parcerias com a iniciativa privada para trazer benefícios à sociedade. "Hoje vamos inaugurar um laboratório importante que teve o apoio do Sicredi, toda a sociedade se beneficia dessas parcerias, que trazem desenvolvimento e fortalecimento da nossa economia".

INAUGURAÇÃO

Logo após a abertura, foi inaugurado o Laboratório de Entomologia da entidade, desenvolvido em parceria com o Sicredi. O espaço irá auxiliar os produtores de soja por meio da pesquisa e produção de larvas de vespa, com poder de combater o desenvolvimento do percevejo marrom, considerado um dos maiores vilões da cultura na atualidade.

Celso Figueira, presidente da Central Sicredi Brasil Central lembrou que o Sicredi está presente na Fundação MS desde os primeiros canteiros experimentais. "Estamos felizes e orgulhosos com os resultados que a Fundação MS tem obtido, como também com o crescimento e desenvolvimento da entidade. Nós do Sicredi também tivemos um ano produtivo, crescendo na casa dos 20%, enquanto as demais instituições financeiras cresceram em torno de 13%. E esse resultado é entregue as comunidades onde o Sicredi está instalado, a partir de fevereiro, durante as assembleias, esses números serão apresentados e os associados decidirão o seu destino", explicou. Ele ainda destacou que o Sicredi firma parcerias como a da Fundação MS, não pelo valor financeiro e sim pelo desenvolvimento local. "A nossa missão é agregar renda ao produtor e trazer desenvolvimento a economia local".

O presidente da Fundação MS, Luciano Mendes, explicou às autoridades presentes que o objetivo é aumentar a população de vespas nas lavouras e reduzir a infestação por percevejos. "Trata-se de um novo conceito para controle da praga em grande escala, com efeitos a médio e longo prazo", afirmou. Os danos deste percevejo nas lavouras de soja podem causar abortamento de vagens das plantas, redução do tamanho e escurecimento dos grãos, redução do rendimento e da qualidade dos grãos colhidos, além da chamada "soja louca", o que resulta em muitos prejuízos para os produtores da cultura. Atualmente, os inseticidas químicos são as alternativas mais utilizadas para o controle desta praga.

O estudo realizado pela Fundação MS verificou que esta técnica de combate ao percevejo com o uso das larvas reduziu 66% das aplicações de inseticidas para controle de lagartas e 50% para o controle de percevejos no primeiro ano de estudos, enquanto que no segundo ano, a redução da utilização de inseticidas foi da ordem de 80% para o controle de lagartas de 33% para o controle de percevejos, sem comprometer no rendimento de grãos.

A pesquisa consiste na liberação de vespas adultas no campo e controle natural dos ovos do percevejo. "As vespas parasitam sobre o ovo do percevejo e quando o ovo eclode, em vez de sair o percevejo, sai a vespa", explica o pesquisador de fitotecnologia da Fundação MS, Fernando Grigolli. Dentro do laboratório, os pesquisadores já desenvolveram milhares de ovos parasitados, que quando estiverem próximo de eclodir, deverão ser liberados sobre as lavouras de soja através de drone. Segundo os pesquisadores, a prática já vem sendo feita em algumas lavouras do Estado, com bons resultados. O próximo passo do Laboratório de Entomologia será a produção de vespas para controle de ovos de lagarta e mariposas, que atuam sobre as lavouras de soja e milho.

SHOWTEC

O Showtec termina hoje dia 19 e é realizado pela Fundação MS e promovido pelo Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sistema OCB/MS (Organização das Cooperativas Brasileiras) e Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), contando com patrocínio do Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). O Showtec conta, ainda, com o apoio do Sicredi, A Granja, Agrisus, Embrapa, Fundems, Semagro, Caixa Econômica Federal e Prefeitura Municipal de Maracaju.

Envie seu Comentário