18/01/2018 08h

Na Capital, 'Neymar Pai' negocia escolinha e ouve brincadeiras para ajudar futebol local

Empresário do craque veio para aniversário de amigo.

Correio do Estado
 
 
Pai do craque da seleção tem amigos na cidade dos tempos que jogou em MT - Foto: ReproduçãoPai do craque da seleção tem amigos na cidade dos tempos que jogou em MT - Foto: Reprodução

Sem alarde, de forma discreta e quase imperceptível. Assim foi no último final de semana a passagem por Campo Grande de Neymar da Silva Santos, pai, empresário e responsável direto pela imagem do craque do PSG da França e seleção brasileira.

Oficialmente, a assessoria de imprensa da família Neymar comunicou, por meio de nota, que ele esteve em Mato Grosso do Sul para prestigiar o aniversário de um amigo, na noite de sábado (13).

Segundo o que o Portal Correio do Estado apurou, foi na festa deste amigo que o "senhor Neymar" teria escutado de empresários da cidade a possibilidade de ter por aqui uma unidade da 'Neymar Sports', rede de escolinhas oficiais do craque, cujo projeto foi lançado oficialmente em outubro do ano passado e que por enquanto está em processo de abertura de franquias por capitais, grandes cidades do Brasil e até no exterior.

A meta é ter 100 unidades instaladas até o fim de 2020. A primeira já está decidida, será na Flórida (EUA). A escolinha funcionará em parceria com um grupo que administra uma rede de escolas de idiomas.

"Alguns dos empresários presentes se empolgaram quando escutaram ele falar dos planos dessa rede (de escolinhas) que será lançada e se interessaram em investir no projeto por aqui", disse familiar de empresário da Capital presente na festa.

O investimento necessário para o negócio é de quase R$ 1 milhão. Em contrapartida, os empresários locais teriam direito a explorar a imagem do maior jogador brasileiro da atualidade.

OUSADIA E ALEGRIA

Segundo relato dos presentes, Neymar Pai mostrou-se simpático e atencioso durante todo o tempo. Inclusive na hora das brincadeiras, quando ouviu pedidos de investimentos no futebol local até sobre visita do filho ao Estado. "Ele respondeu que Neymar já conhecia o Mato Grosso do Sul", disse o familiar de um empresário presente na festa.

E de fato a informação é verdadeira. Por muito pouco Neymar Pai não jogou em um clube sul-mato-grossense nos anos 1990, quando ganhou relativa fama marcando gols como atacante de dois times de destaque do vizinho ao norte: o Operário de Várzea Grande, onde conquistou o título estadual de 1997, e o União Rondonópolis, no ano seguinte, quando encerrou a carreira.

Nos dois anos, Neymar Pai atuou pelo menos três vezes no Morenão, por exemplo, em duelos com Operário e Comercial pela então Série C do Campeonato Brasileiro. "Ele era lento, mas era bom jogador. Depois do título estadual o pessoal do Sul (MS) chegou a procurá-lo, mas ele estava com saudades da família em Santos, o Neymar Júnior era um bebê e então decidiu encerrar a carreira", disse o massagista do Operário-VG na época, Gílson Silva, por telefone à reportagem.

As amizades de Neymar Pai na Capital, inclusive, seriam com ex-companheiros de trabalho que eram de Campo Grande e fizeram carreira nos campos mato-grossenses. "São pessoas humildes", disse um dos informantes, sem querer revelar identidades.

ESPECULAÇÃO

A visita de Neymar Pai a Campo Grande se deu em meio de mais uma especulação envolvendo seu filho. Apesar do PSG ter pagado 222 milhões de euros da multa rescisória do atacante ao Barcelona, a imprensa espanhola revelou nesta quarta-feira (17) que o Real Madrid vai investir pesado na sua contratação depois da Copa do Mundo na Rússia, onde será titular absoluto do técnico Tite pela seleção brasileira.

As sondagens apontam que o Real pretende liberar o português Cristiano Ronaldo para procurar outro clube, evitando assim inflar sua folha salarial e ser punido pelo fair play financeiro que gere o mercado do futebol europeu.

Envie seu Comentário