17/10/2017 12h50

DJs sul-mato-grossenses disputam título de melhor do Brasil em batalha internacional

Os veteranos Marquinhos Espinosa e Guto Loureiro buscam título nacional no Red Bull 3Style, um dos maiores campeonatos de DJ do mundo

Divulgação
 
 
DJ Marquinhos Espinosa Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content PoolDJ Marquinhos Espinosa

Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

O Estado de Mato Grosso do Sul está muito bem representado na final nacional do Red Bull 3Style, um dos maiores campeonatos de DJ do mundo, que será realizado no dia 03 de novembro, em Curitiba, Paraná. Dos seis finalistas que buscam a coroação, dois disc-jóqueis de longa estrada são da região Centro-Oeste: Marquinhos Espinosa, de Campo Grande, e Nino, de Corumbá.

Em 2013, o DJ Marquinhos Espinosa mostrou para o Brasil inteiro o seu talento ao vencer a etapa nacional do Red Bull 3Style, disputada em Curitiba. Cinco anos depois, ele está de volta ao campeonato e à capital do Paraná para tentar ser bicampeão na final deste ano. "Ter muitos anos de estrada me ajuda na hora de montar o set. Mas, durante a final, é diferente: você precisa conhecer o lugar onde vai tocar e o público que vai ouvir o set, pois conquistá-lo é fundamental", revela o DJ.

Disc-jóquei desde os anos 1990, quando começou a sua carreira em Mato Grosso do Sul, Marquinhos aprendeu como poucos a animar uma pista misturando estilos variados. "O gosto pela música veio nos anos 1980, ao assistir na TV os passos de dança de Michael Jackson." Apesar de ter uma relação muito próxima com o drum’n’bass, Marquinhos não tem barreiras de estilos. "Comecei a tocar em festas bem variadas, então tinha que misturar de tudo. Essa capacidade de não ficar preso a um gênero só me aproximou de campeonatos como o Red Bull 3Style".

Com o conterrâneo Guto Loureiro, que também tem mais de 20 anos de estrada, a história é um pouco diferente. "Eu comecei tocando house e hoje toco também hip-hop e trap. Agora, funk carioca ou música sertaneja você não vai ouvir nos meus sets, pois eu sempre estive numa cena destoante do mainstream brasileiro", conta. Pioneiro no Mato Grosso do Sul, Loureiro é referência na cena local e, no ano passado, ficou em terceiro lugar no Red Bull 3Style. "Meu set está cada vez mais ao vivo, uso o mínimo de elementos preparados. A base é o hip-hop, mas também posso misturar trap, funk ou reggaton".

Para levantar o troféu de melhor DJ do Brasil, eles terão de vencer outros quatro finalistas no dia 3 de Novembro. São eles: DJ Morenno (de Curitiba-PR), DJ Cinara (de São Paulo-MS) e os cariocas Tucho e Nino, que serão avaliados por um júri composto por DJs legendários e veteranos campeões do Red Bull 3Style, como o japonês Shintaro (vencedor em 2013), o chileno Byte (coroado em 2015) e Nedu Lopes, que já foi tricampeão nacional.

Serviço:

Red Bull 3Style - Final Nacional

Data: 3 de Novembro, sexta-feira, das 22h às 5h

Local: Paradis - R. Paula Gomes, 306, São Francisco, Curitiba - PR.

Tel.: (41) 3156-3955.

Ingressos: R$ 30 na porta (não haverá venda antecipada)

Capacidade: 290 pessoas

Classificação: Proibido para menores de 18 anos

Acesso a deficientes, área de fumantes.

Sobre o Red Bull 3Style

O Red Bull 3style é uma plataforma global de performances de DJs para impressionar fãs de música e DJs legendários, que são jurados na escolha de um campeão mundial. As regras da disputa são simples: cada DJ tem 15 minutos e deve tocar, ao menos, três diferentes estilos musicais. Esses sets são julgados pelos critérios de originalidade, habilidade, seleção das faixas e, claro, a reação do público. Saiba mais em www.redbull3style.com

 
DJ Guto Loureiro Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content PoolDJ Guto Loureiro

Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Envie seu Comentário