04/09/2017 15h50

Máscara de Led: a nova queridinha das famosas

A limpeza do rosto antes da máscara é fundamental

Daquidali
 
 
Foto: gpointstudio/iStockFoto: gpointstudio/iStock

Quando se trata de cuidados com a pele, as sugestões e tratamento são inúmeras, desde simples máscaras caseiras à opções mais sofisticadas, como a máscara de LED, queridinha de celebridades como Madonna, Jessica Alba, Kate Hudson, Kourtney Kardashian e Kate Moss, que combate a flacidez, rugas, manchas e o envelhecimento precoce. Mesmo já sendo um hit no exterior, ela tem ganhado recentemente espaço no mercado brasileiro. O DaquiDali conversou com um especialista para entender os motivos de tanto sucesso. Olha só!

O que é

É um aparelho em formato de máscara que se coloca sobre a face, "feita de material plástico que se molda ao rosto de quem a usa. Dentro dela encontram-se pequenas lâmpadas que emitem luzes coloridas, cuja ideia é alterar as células da pele que é iluminada, com o objetivo de renová-la", explica o dermatologista Valcinir Bedin.

Segundo o médico, cada cor tem um comprimento de onda específico, sendo assim, a sua penetração na pele também é diferente. "A luz vermelha atua como agente coadjuvante nos processos inflamatórios. A novidade, aqui, são os aparelhos que não esquentam, podendo ser colocados sobre a pele. A cor azul tem um comprimento de onda que ajuda no efeito bactericida, isto é, mata as bactérias que, por ventura, podem estar presentes na região da face. A cor âmbar ou amarela pode estimular uma célula chamada de fibroblasto, que é a célula precursora do colágeno e da elastina".

O Dr. Bedin esclarece que recorrer a essas máquinas não causa nenhum mal para a pele "se forem usadas com parcimônia (uma vez por semana, por exemplo). Agora, é importante ressaltar que não se deve esperar muito efeito quando utilizadas isoladamente, ou seja, considere-a como tratamento coadjuvante, auxiliar de outros que, em conjunto, podem trazer resultados mais completos".

Mais benefícios? "Elas também oferecem a vantagem de serem usadas em casa, no horário em que a pessoa quiser e ainda podem ser compartilhadas entre familiares e amigas, além da possibilidade de serem levadas em viagens, por exemplo", diz o dermatologista. E se você não está interessada ou em condições de ter uma só para você, em clínicas e consultórios especializados você pode pagar pelo tratamento pelo tempo de uso, alinhado com o médico. Os preços variam de acordo com o estabelecimento, tempo de uso e ativos utilizados, mas a média é a partir de R$200 a sessão.

Em suma, a máscara de LED é um sucesso porque é um tratamento indolor que atua em vários problemas ao mesmo tempo. Entretanto, o dermatologista destaca: "quando falamos de cuidados com a pele, comece pelos cuidados gerais com o corpo, que vāo desde a alimentação adequada, medicamentos corretos e uso de cosméticos ou cosmecêuticos indicados pelo médico especialista".

Envie seu Comentário