Comida

5 alimentos para emagrecer que na verdade engordam

Veja!

25/03/2019 14h20 - Notícias Ao Minuto

 
© DR 5 alimentos para emagrecer que na verdade engordam© DR 5

alimentos para emagrecer que na verdade engordam

Seja pelo seu processo ou pelo modo como é preparada, muitas vezes a comida ‘light’ oculta açúcares e gorduras na sua composição, prejudiciais para a saúde e para quem deseja perder peso.

Ter uma dieta saudável abre as portas aos chamados ‘falsos amigos’, alimentos cujo pacote ou apresentação sugerem que não engordam, contudo, muitos desses alimentos têm de fato mais calorias, açúcares e gorduras do que acreditamos.

Se você é daqueles que enchem a despensa de alimentos light convencido de que está se livrando dos quilos a mais, temos más notícias. "Alguns estudos indicam que o consumo de alimentos light pode aumentar a ingestão de energia na dieta, sobretudo com alimentos supérfluos", alerta Manuel Moñino, dietista-nutricionista da área de gestão do conhecimento científico da Academia Espanhola de Nutrição e Dietética e presidente do Colégio Oficial do Dietistas-Nutricionistas das Ilhas Baleares, em declarações ao jornal El País.

Estes são alguns dos alimentos considerados ‘falsos amigos’:

  1. Assim estragamos os benefícios do ‘0% de gordura’

Descrever uma embalagem de leite ou derivado como totalmente desnatado pode ser um chamativo potente, mas por mais injusta que seja a má fama do leite integral, consumi-lo não é um problema em si, e "na verdade é uma opção adequada para a população em geral", diz o dietista-nutricionista. O ruim é que, para tornar o produto mais saboroso, são adicionados açúcares. "Há inclusive consumidores que põem algum tipo de adoçante antes de consumi-lo. Se for o caso, faça sempre em pequenas quantidades, embora o mais saudável seja acrescentar frutas frescas ou secas".

  1. Saladas embaladas: cuidado com os complementos

O tempero e os complementos costumam ‘estragar’ as ‘inocentes’ saladas: croutons, cebola frita, tiras de bacon… Para não falar dos molhos, com calorias suficientes para disputar uma prova de ciclismo de montanha em pleno verão. "Em princípio, as saladas são uma opção muito saudável e facilitam o consumo de verduras. Mas os temperos e os ‘assessórios’ que contêm, especialmente os de origem animal, estão repletos de calorias em forma de gorduras", revela Moñino. Se escolhermos esses tipos de salada, o melhor é temperá-las apenas com azeite.

  1. Pão sem miolo, um clássico que não morre

Se é dos que substituem uma fatia de pão por torrada, tenha atenção. "O pão sem miolo tem mais energia do que o pão fresco, porque quase não contém água", e a receita costuma incluir algum tipo de gordura vegetal (normalmente, azeite de girassol ou de palma). "A opção mais adequada continua a ser o pão tradicional, especialmente o integral", salienta Moñino.

  1. Desfrute do sushi, mas com muita calma

Para compensar o sabor forte do peixe, é adicionado açúcar ao arroz. "Em uma alimentação saudável não é um problema, já que as quantidades desta preparação que costumam ser consumidas de forma habitual não são elevadas. É uma opção mais recomendável do que outros pratos à base de carnes com acompanhamentos de batatas fritas, por exemplo. Ainda assim, não abuse".

  1. Mel e agave: também têm açúcar

Desde que o açúcar branco caiu em desgraça, outros adoçantes ocuparam seu lugar e, habitualmente, com a falsa premissa de ‘saudável’, que por algum estranho mecanismo mental é interpretado como ‘isto não engorda’. "Contudo, são opções semelhantes ao açúcar na sua finalidade de adoçar. Talvez com um conteúdo calórico ligeiramente menor, ou menos refinados, mas sempre serão açúcares acrescentados, e o seu consumo na dieta deve ser controlado", conclui o especialista.

Envie seu Comentário