Moda

Ponto de Luz: o pequeno detalhe que faz você brilhar

Acompanhe só.

25/03/2019 15h10 - Blog Linda Bela

 

Existe um brilho no fim do salão de baile: é pequeno, mas, de algum modo, captura o olhar. Aos poucos, você percebe do que se trata: um delicado brinco que ornamenta a orelha de uma das moças na pista. Como pode um objeto tão diminuto chamar tanto a atenção? Pois é, coisas do ponto de luz.

O mais interessante desse acessório é que ele é enganosamente discreto: sim, você pode escolhê-lo porque não gosta de adornos vistosos, ou porque não se sente bem exibindo peças que parecem gritar no seu look.

Só que, como todas nós queremos nos sentir bonitas e admiradas, a atenção virá, mas de uma forma elegante e sutil. Aí reside o poder do ponto de luz. E é justamente sobre esse acessório que falaremos no post de hoje. Acompanhe só.

O que é o ponto de luz?

No universo das joias e semijoias, ponto de luz dá nome a uma peça pequena, praticamente uma pedrinha (ou pedrinhas, no caso de artigos mais elaborados), muito delicada e com um brilho formidável.

A tal "pedrinha" pode ser um diamante (no caso das joias) ou uma zircônia, que é um equivalente do diamante usado na confecção das semijoias. Ela enfeita colares, brincos e anéis e é festejada pela capacidade de se destacar no look de uma maneira pretensamente modesta, pois sua delicadeza esconde um poder de atração inquestionável. É bater o olho e admirar.

E, como o que nos interessa aqui são as semijoias, vamos apresentar as versões do ponto de luz:

Colar

O colar é a roupagem mais conhecida do ponto de luz. Popular entre celebridades do mundo todo, é perfeito para compor looks românticos e femininos.

Pode assumir o formato de gargantilha, gravatinha ou de um colar mais longo. Normalmente possui um único pingente, mas vêm se popularizando versões com mais pedras.

Brinco

O brinco ponto de luz não fica muito atrás em termos de popularidade. A razão é simples: ele permite usos comportados e um pouco mais ousados. Para quem vai na primeira opção, uma única peça em cada orelha, por si só, garante o requinte que o look merece.

Já as adeptas de um visual mais criativo podem abusar da combinação de brincos e formar alguns padrões interessantes. Vale a pena destacar o uso da cor: a zircônia se apresenta em cores variadas e isso permite um aproveitamento ainda mais eficiente da semijoia.

Anel

Talvez você não tenha se dado conta, mas o principal representante da categoria é um velho conhecido: o anel solitário. Nesse caso, entretanto, o acessório tem um apelo visual um pouco maior, considerando o fato de que existem solitários bastante vistosos.

De qualquer forma, mantém-se o mesmo princípio: uma pedra como protagonista e um objeto de desenho delicado e de forte magnetismo.

A versatilidade do ponto de luz

Não importa qual tipo de ponto de luz é o seu preferido, a principal característica da semijoia permanece: a versatilidade. Se duvida, faça um teste: da próxima vez que for a algum compromisso, olhe em volta e perceba como o acessório se adapta aos mais variados estilos.

Sem contar que, em termos de ocasião, o ponto de luz não conhece restrições.

Diferente de alguns colares e brincos que são refratários ao ambiente corporativo, a nossa pequena pedrinha compõe um look de trabalho como nenhuma outra. Não há exagero nem ostentação à vista, apenas um toque de classe ao terninho ou à camisa de trabalho.

Na balada ou na recepção de gala, o brilhante acessório oferece requinte e a segurança de que não há sobras no figurino, nada que destoe do conjunto. É sóbrio e requintado mas pode, com a combinação certa, assumir um ar de sensualidade.

No dia a dia, é prático e funcional. Não quer perder tempo com uma montagem muito elaborada? Quer se sentir à vontade sem, contudo, parecer "desbotada"? O ponto de luz vai garantir o devido realce ao conjunto.

Tudo junto e misturado!

Essa possibilidade reforça o conceito de que o acessório pode fazer par consigo mesmo e também com "estranhos".

Isso significa que ele pode ser combinado na forma de "conjuntinho", com o trio composto exclusivamente por pontos de luz (brinco, colar e anel solitário) — um arranjo conservador, sem dúvida, mas que funciona perfeitamente bem, em razão da sutileza das peças.

Por outro lado, podemos usar um ponto de luz em parceria com outro tipo de acessório ou inseri-lo no contexto do mix. Esta é uma moda muito extravagante e que está fazendo o maior sucesso!

No mix de colares, com peças delicadas sobrepostas em uma escala de tamanhos; um solitário como aparador de aliança para completar o mix de anéis; e a já citada combinação com vários brincos na orelha. Enfim, o céu é o limite!

Esse brilho todo é muito caro?

Até aqui você já deve ter percebido que o ponto de luz é um acessório ao qual precisa urgentemente aderir. Porém, ficou pendente a pergunta "xeque-mate": esse brilho todo é muito caro?

Isso, minha querida, vai depender de suas ambições. Se, por acaso, quiser investir em uma joia e contar com um genuíno diamante ou outra pedra exclusiva, a brincadeira certamente vai sair salgada.

Mas por que suspirar por um diamante se a boa e velha zircônia dá conta do recado com louvor? Se uma semijoia tem pedigree para assumir as funções de uma joia por um preço infinitamente menor? E o melhor: com o que você pagaria por uma única joia dá para adquirir um monte de semijoias!

Sendo objetivo: esse brilho todo não é caro. Tem muito produto de qualidade no mercado, inclusive para compras na web. Tudo, não custa lembrar, deve ser feito com critério. Pesquise o fornecedor e verifique se ele realmente entrega aquilo que promete.

Envie seu Comentário