Moda

Você sabe como usar colar comprido?

O colar comprido é uma dessas peças que não impõem muita restrição

28/03/2019 16h20 - Blog Linda Bela

 

"Sei, claro! Que complicação poderia haver?", você pode ter pensado ao ler o título deste post. De fato, quem não sabe como usar colar comprido? Mas esse tema talvez seja como aquelas pegadinhas de curso pré-vestibular que, de tão óbvias, acabam enganando muita gente.

O colar comprido é uma dessas peças que não impõem muita restrição. Ou seja, não é necessário quebrar a cabeça: quer vestir algo bem relax e não se preocupar com grandes produções? Basta colocar um colar comprido por cima do look basicão e pronto! O acessório é tudo o que você precisa para deixar o visual despretensioso mais encantador.

E se a ocasião for festiva e você quiser se sentir bonita e poderosa? Um colar longo acompanhando as linhas do decote de um vestido de noite vai garantir muitos pontos extras à sua autoestima, pode apostar.

Portanto, o que há para saber? Bom, falávamos que não havia "muita" restrição. Isso quer dizer que existem macetes que permitem um melhor aproveitamento desse acessório, especialmente no que diz respeito à forma como você vai combiná-lo com diferentes tipos de roupa.

Assim, antes que você saia por aí dando voltas ao pescoço, não custa nada saber direitinho como usar colar comprido. Está preparada? Então, vamos lá.

Um colar para cada ocasião

A primeira informação interessante a respeito do colar longo é que ele combina com qualquer estilo ou ocasião. Porém, cada momento ou roupa pede um tipo específico de colar. Vamos a alguns exemplos:

Blusa de frio

Os suéteres e blusões — não importa se feitos de malha ou tricô —, são confortáveis e perfeitos para se usar em dias de frio menos intenso.

Para dar um toque especial a esse look, o recomendável é complementar o figurino com um colar realmente longo, desses que quase alcançam a cintura. Se ele possuir um pingente chamativo, melhor ainda.

A única ressalva é com relação à estampa da blusa: caso ela tenha muita cor ou detalhes, o acessório pode criar um conflito visual que prejudicará a sua produção. Roupas lisas, portanto, são mais passíveis de acerto.

Camisa e camiseta

Embora aparentadas, camisas e camisetas ficam em lados opostos do guarda-roupa: a primeira vai bem em contextos mais sóbrios; a segunda é completamente sem-cerimônia. Nos dois casos, o colar comprido se encaixa perfeitamente.

Com a camiseta branca, por exemplo, é uma boa maneira de sofisticar um pouco o visual sem, contudo, comprometer a aura de descompromisso que a t-shirt sugere. Afinal, mesmo os looks mais despojados merecem um toque de classe, não é mesmo?

Já as camisas se beneficiam dessa parceria pelo mesmo motivo, mas sem que a produção peque pelo excesso, fazendo com que você pareça deslocada no escritório ou em algum compromisso de trabalho.

Vestido

Vestidos de noite com decotes em V profundos são ideais para se usar com colar comprido. Especialmente se você quiser favorecer a região do colo. Nesse caso, faça-o acompanhar a linha do decote, de maneira a não se projetar além do triângulo de pele que o vestido expõe.

O acessório também é um recurso útil quando se quer "esticar" um pouco a silhueta, truque que funciona muito bem se você tiver seios volumosos ou baixa estatura. No segundo caso, opte por correntes finas e pingentes pesados para um melhor resultado.

Além disso, dá para vestir mais de um colar, desde que tenham comprimentos diferentes. Falando nisso…

O colar comprido no mix de colares

Não há razão para pensar que o colar comprido deva reinar solitário no pescoço nem que deva ficar de fora do mix de colares. Experimente usar uma corrente comprida junto com colares médios ou a gargantilha choker. Dá uma valorizada e tanto no visual.

Só faça uma análise cuidadosa diante do espelho para determinar se o mix não ficou exagerado. Se for o caso, retire uma ou outra peça ou tente outro look até sentir que o conjunto harmonizou.

Modelos para escolher

Agora que você sabe como usar colar comprido, vamos apresentar alguns modelos que estão na crista da onda. Assim, da próxima vez que quiser renovar a sua gavetinha de semijoias, pode colocar o colar comprido como opção.

Colar longo Riviera

Confeccionado em brilhantes, strass ou zircônias, o colar longo Riviera é uma peça elegante que se usa sem pingente e proporciona um charme especial ao mix de colares.

Colar com tema religioso

Nada mais reconfortante do que ter a medalhinha da santa de devoção bem junto do peito. Por isso, os pingentes de Nossa Senhora Aparecida, Mãos de Fátima (Hamsá), crucifixos, escapulários e outros adereços com motivos religiosos são uma ótima companhia para looks do dia a dia; se pendurados em colares compridos então, melhor ainda.

Colar gravatinha

Outro modelo de colar comprido em evidência, o tipo gravatinha é um acessório delicado e muito bonito. Esse é um modelo que se ajusta ao pescoço e desce num apêndice em direção ao busto, sendo por isso bastante requisitado para compor looks mais decotados, principalmente em roupas que tenham decote em V profundo.

Normalmente, usamos um pingente em sua extremidade, o que ajuda a realçar a semijoia e a valorizar o decote.

Como se vê, o colar comprido é um acessório multifacetado e muito versátil. Seja para sofisticar o look, seja para sensualizar em ocasiões especiais, quase sempre é um acerto na mosca.

Envie seu Comentário