29/12/2017 07h10

Adolescente recebeu coração doado por família de sul-mato-grossense

Todos os procedimentos, do transporte ao transplante, ocorreram durante a quarta-feira (27).

Campograndenews
 
 
Equipes médicas se mobilizaram para transportar os órgãos para Brasília (DF) e São Paulo (SP) (Foto: Arquivo/TV News)Equipes médicas se mobilizaram para transportar os órgãos para Brasília (DF) e São Paulo (SP) (Foto: Arquivo/TV News)

Um adolescente recebeu coração doado, nessa semana, pela família de jovem sul-mato-grossense que teve morte encefálica confirmada na Santa Casa de Campo Grande. Este teve o órgão transplantado por equipe do ICDF (Instituto de Cardiologia do Distrito Federal).

Protocolo prevê que doador e receptor não tenham seus nomes divulgados, assim a unidade hospitalar de Brasília limitou-se a informar que a cirurgia foi bem sucedida, durou cinco horas e que o menino aguardava transplante desde agosto ao sofrer de miocardiopatia dilatada, ou seja, doença do músculo do coração que impede o bombeamento do sangue pelo corpo.

Todos os procedimentos, do transporte ao transplante, ocorreram durante a quarta-feira (27). A família do doador de 18 anos autorizou ainda que rins, fígado e córneas pudessem auxiliar outros pacientes em Campo Grande e São Paulo.

Na Santa Casa da Capital um homem de 55 anos, que realizava hemodiálise há três anos, recebeu um dos rins em procedimento que durou cerca de quatro horas. Ele estava a dois meses na fila de transplantes e se recupera em leito da UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Outro rim e fígado seguiram para a capital paulista, enquanto as córneas ficaram no banco de olhos da Santa Casa. Com os procedimentos dessa semana, o hospital contabilizou 35 captações e 18 transplantes realizados durante o ano em Campo Grande.

Doação - No feriado de Natal, coube as equipes médicas do Hospital Universitário Maria Pedrossian realizar pela primeira vez procedimento de captação de rins e córneas doados pela família de João Paulo Lemes de Lima, 36 anos. Ele morreu por problemas respiratórios e seus órgãos seguiram para os estados de Pernambuco e Rio Grande do Sul.

Envie seu Comentário