source
Bandeira da União Europeia
Reprodução Instagram

Bandeira da União Europeia

A maior esperança para os brasileiros com viagens marcadas é a vacina. Entretanto, o comprovante de imunização pode não ser o suficiente para garantir as merecidas férias no exterior. Mesmo após as aplicações os brasileiros ainda podem ser barrados em outros países

A Comissão Europeia , por exemplo, recomendou na última semana que 27 países que compõem o bloco comecem a aceitar turistas totalmente vacinados. Entretanto, a decisão só inclui pessoas que tenham sido imunizadas com uma das quatro vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) – equivalente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil. Até o momento, a EMA apenas autorizou as vacinas Oxford/AstraZeneca, Pfizer/BioNTech, Johnson & Johnson e Moderna .

Pessoas vacinadas com a CoronaVac, por exemplo, mesmo após a segunda dose ainda estão proibidas de pisar em alguns países da Europa, como Itália, França ou Alemanha.

A restrição, por sua vez, pode cair em breve, visto que na última semana o órgão regulador europeu informou que iniciará uma “revisão contínua em tempo real” da vacina da Sinovac, do laboratório chinês desenvolvedor da Coronavac. A decisão deve ser tomada ainda nesta semana. 

Fonte: IG Turismo

Comentários