4.3 C
Ponta Porã
quinta-feira, 19 de maio, 2022
InícioBrasil & MundoCaso Henry: pai diz que Monique deve ser isolada na prisão após...

Caso Henry: pai diz que Monique deve ser isolada na prisão após ameaça


source
Monique Medeiros em julgamento
FOTO BRUNNO DANTAS-TJRJ

Monique Medeiros em julgamento

O engenheiro Leniel Borel, pai de Henry , morto em março do ano passado, defende que Monique Medeiros, mãe da criança, deva ser isolada depois de ter relatado sofrer ameaças na prisão. Ela e o ex-companheiro, Jairo Souza Santos, o Dr. Jairinho , são acusados de matar o menino. A defesa de Monique alega que além de ser coagida pela advogada Flávia Pinheiro Fróes, ligada ao ex-vereador, outro advogado teria insistido para falar com ela na prisão. O homem se identificou apenas como Fábio. Ambos os casos aconteceram em 07 e 13 de janeiro deste ano.

Por conta dos episódios relatados por Monique, a defesa solicitou sigilo e desmembramento do caso à Justiça. Leniel, que atua como assistente de acusação, discorda do pedido e diz que é preciso colocar os dois em um local com monitoramento de câmeras. “Já que a Monique está dizendo que está com medo de morrer e recebendo ameaças, que a juíza determine o isolamento da mesma, até mesmo em local amplamente monitorado […] Na minha opinião, é isolamento em presídio de segurança máxima Federal para os dois”, explicou Leniel.

De acordo com a petição da defesa da mãe de Henry, a qual o DIA teve acesso, Thiago Minagé, um de seus advogados, cita que sua cliente está “apavorada”. Em um trecho do documento, Monique diz que Flávia pediu para que ela assinasse um papel assumindo a culpa da morte do filho. “Não adianta eu tentar negar, pois mais cedo ou mais tarde terei que assumir a culpa e livrar o Jairinho. Que eles dariam um jeito de me transferir ou me pegar aqui dentro”, foram as palavras de Monique à defesa.

Nesta sexta, advogados de Leniel enviaram uma petição à Justiça para que a solicitação da defesa de Monique seja negada. O documento requer que Monique e Jairinho sejam isolados. “Não há o menor sentido em decretar-se sigilo e determinar-se o desmembramento; de forma que o assistente de acusação manifesta-se pelo indeferimento desses dois pedidos. Porém, com o fito de resguardar a normalidade processual, requer a determinação de que ambos sejam isolados, segundo fundamentos acima elaborados”, diz a petição.

MAIS LIDAS