Ao retornar de Brasília, onde entregou o Estudo de Impacto Ambiental da Nova Ferroeste ao Ibama, o governador Reinaldo Azambuja explicou que o próximo passo é o Ibama analisar a documentação e emitir a licença prévia.

Para ele a Nova Ferroeste trará ganhos econômicos e ambientais.

O governador acrescentou que o presidente do Ibama garantiu analisar com rapidez a liberação da licença.

Ainda em Brasília, Reinaldo Azambuja se reuniu, na embaixada do Paraguai, com presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, onde discutiram Itaipu e a confirmação da ordem de início das obras da ponte para o próximo dia 13.

A ponte que vai ligar os dois países terá 680 metros de comprimento, com pistas para veículos e caminhões. A estrutura conta com 12,5 metros de largura.

O projeto ainda prevê duas passagens nas laterais, com 2,5 metros cada uma, para o trânsito de pedestres e ciclistas.

A obra está orçada em quase meio bilhão de reais, a serem pagos pela Itaipu Binacional, e o prazo para conclusão é de 1.080 dias. 

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Fonte: Governo MS

Comentários