17 C
Ponta Porã
segunda-feira, 20 de maio, 2024
InícioBrasil & MundoComboio da UCP parte levando ajuda e esperança ao povo gaúcho

Comboio da UCP parte levando ajuda e esperança ao povo gaúcho

Cerca de 80 estudantes universitários, médicos e colaboradores da Universidade Central de Pedro Juan Caballero de Pedro Juan Caballero, partiram na tarde deste domingo (12), da fronteira com o Brasil, levando milhares de litros de água, mantimentos, medicamentos e ajuda humanitária com profissionais de saúde e profissionais especializados. Entre os profissionais estão médicos e enfermeiros, auxiliar de enfermagem e socorristas formados no Brasil e com experiência em resgate.

Na semana passada, um avião da instituição de ensino paraguaia levou mais de uma tonelada de medicamentos e agora foram mais duas carretas e um ônibus de voluntários que seguiram para a cidade de Gravataí (RS). O comboio está enfrentando problemas para chegar ao destino, pois no final de semana uma ponte rompeu no trajeto e a rota está sendo reprogramada nesta segunda-feira (13).

Conforme o diretor da filial da UCP em Pedro Juan Caballero, Newton Luiz Oliveira, a equipe está preparada para ficar até dez dias no Rio Grande do Sul, mas que a permanência vai depender da necessidade e das condições do tempo na região. “Há por parte de todos uma grande disposição de ajudar e neste momento a presença de profissionais de saúde será cada vez mais importante e temos  enfermeiros, auxiliar de enfermagem, médicos e outros profissionais capacitados para oferecer a ajuda necessária e todos estão dispostos a levar esperança e solidariedade ao povo gaúcho. Vamos ajudar naquilo que for possível e necessário”, disse Newton.

Por meio de uma campanha entre a comunidade acadêmica e da população de Pedro Juan Caballero, a Universidade Central do Paraguai conseguiu arrecadar água, roupas, calçados, mantas e cobertores, leite, medicamentos e outros donativos. As doações vieram até de cidades paraguaias de outros departamentos, como o de Concepción e de moradores de municípios da região de fronteira com o Brasil. A arrecadação continua e até o final de semana novas remessas devem ser mandadas para os desabrigados do Rio Grande do Sul.