source
Mulher de Eduardo Bolsonaro volta atrás e se desculpa por crítica ao movimento antivacina
Reprodução

Mulher de Eduardo Bolsonaro volta atrás e se desculpa por crítica ao movimento antivacina

Heloísa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), voltou atrás e disse que “errou” ao criticar o movimento antivacina.  Mais cedo, Heloísa havia declarado em seu Instagram que o movimento era “coisa de retardado”.  

“Sobre o que falei anteriormente sobre o movimento antivacinação: errei ao emitir opinião sobre algo que, como disse, não conheço (e detesto opinião atoa). Mas agora, como mãe, eu olho para a minha filha e só penso em protegê-la, de todas as formas. Mas não sei sobre o movimento, seus argumentos. Opinei com base no que já ouvi. Se você possui suas convicções, ignore”, disse ela, em nova mensagem publicada na rede social.

“E [o movimento antivacina] não é coisa de retardado, me desculpem. São apenas pessoas que pensam diferentes, ou possuem informações que eu não possuo”, continuou.

O pronunciamento feito mais cedo por Heloisa diverge do posicionamento de seu marido Eduardo Bolsonaro e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ambos defendem que a vacina conta a Covid-19 deve ser opcional.

No entanto, uma lei sancionada em fevereiro por Bolsonaro, ainda prevê a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19.

Comentários