O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas LGBT, lançou na tarde desta segunda-feira (03), o site www.cidadanialgbt.ms.gov.br, durante live de abertura da campanha “Maio da Diversidade LGBT+ 2021”.

Na abertura da live, o subsecretário de Políticas Públicas LGBT, Leonardo Bastos, ressaltou que, “Mato Grosso do Sul é pioneiro quando falamos em políticas públicas para população LGBT e hoje nos consolidamos como o primeiro Estado do país a ter um site institucional específico para a pauta LGBT. E só é possível ter esse pioneirismo e construir essa pauta porque contamos com o apoio do Governo como um todo.”A campanha tem como objetivo sensibilizar a população para a causa LGBT+ e fortalecer as políticas públicas voltadas para o segmento. Já o site, reúne informações sobre como denunciar a LGBTfobia, conceitos, estudos e pesquisas, legislações acerca dos direitos LGBT+, entre outros temas visando contribuir para a efetivação de garantias legais e consolidação da cidadania.

O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo Mota, enfatizou que as entregas de hoje fortalecem a caminhada da pauta LGBT+. “É uma vantagem do Mato Grosso do Sul, é uma vantagem que o Governador Reinaldo Azambuja impõe em outros estados e isso significa que nos destacamos e mostramos essa diversidade de ideias e de riquezas. Fomentando a cada dia as políticas públicas de forma eficiente e fazendo com que elas cheguem a todos”.

Representando as entidades LGBTs, e o Fórum Estadual LGBT de Mato Grosso do Sul, a secretária geral do Fórum, Mikaella Lima, aproveitou o momento para agradecer ao Governo pelo espaço e trabalho em conjunto com as entidades. “Eu fico feliz em saber que o estado está com a gente em todos os momentos, sempre ajudando, nos dando espaço de fala. E para nós do movimento social participar desses lançamentos de hoje é muito importante.”

A live está disponível na página do facebook do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e tem tradução simultânea na Língua Brasileira de Sinais (Libras).Fotos:  Saul Schramm – Subcom

Comentários