source
Volkswagen Gol Total Flex, o primeiro modelo bicombustível do Brasil, apresentado há 18 anos
Divulgação

Volkswagen Gol Total Flex, o primeiro modelo bicombustível do Brasil, apresentado há 18 anos

A gasolina atingiu valores altíssimos durante os anos 70, quando os fundadores da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Arábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait e Venezuela) entraram em conflito. O governo brasileiro precisou buscar alternativas para encarar o cenário, e a principal delas foi incentivar o uso do etanol .

O Programa Nacional do Álcool (Proálcool) nasceu em 1975, orientando o uso do combustível feito de cana-de-açúcar. Em 1978, foi lançado o Fiat 147 movido a álcool, sendo este o primeiro da categoria. Ele rapidamente ganhou o apelido de “cachacinha” por causa do cheiro expelido pelo escapamento, e foi um verdadeiro sucesso de vendas.

Um fato que poucos sabem é que modelos flex existem desde a década de 1910. O melhor exemplo é o Ford T, que contava com carburador de injeção ajustável que permitia o uso de gasolina, etanol ou a mistura dos dois. Como a gasolina sempre foi muito barata nos Estados Unidos, o uso do etanol de milho foi desencorajado.

Etanol é combustível no Brasil há 43 anos

Fiat 147: o saudoso
Divulgação

Fiat 147: o saudoso “cachacinha’ foi responsável por lançar o acesso ao etanol no Brasil

O primeiro carro flexível do Brasil foi o VW Gol Total Flex , de 2003. Agora o cliente poderia escolher qual é o melhor combustível e driblar o sobe e desce dos preços de ambos E você sabe qual é a melhor forma de fazer isso?

O motorista poderá usar a famosa “regra dos 70%”, qe aponta que se o valor do etanol for até 70% do preço da gasolina , abastecer com o combustível de cana-de-açúcar pode ser mais eficaz.

Mas existem outras maneiras que já falamos por aqui. Não deixe de conferir nossa entrevista com a diretora de veículos leves da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), Raquel Mizoe, para descobrir qual é o melhor combustível na sua região. 

Fonte: IG CARROS

Comentários